Skip to content

DDR pelo Transcavado 2017

Domingo, Setembro 17, 2017

1.Pronto, os 4 indomáveis duros de roer, Chico, Milo, Bruno e Tozé, que em modo Slow Race, ontem arribaram a Vieira do Minho, com um valente empeno, hoje deram à costa em Esposende muito menos empenados e vivinhos ds silva e nem o atentado ao desviador da mula do Milo, que ficou todo enrodilhado, quando iam bem embalados, foi impedimento para chegarem ao pórtico da fama, defronte do estuário do rio, a horas decentes para serem glorificados por tamanho feito, cuja bravata teve inicio na serra do Larouco a 1525m de altitude onde nasce o rio Cavado, o padroeiro de toda a “desgraça”, durante dois dias pelos 160kms de navegação btt GPS.

E assim, os nossos valentes duros, já agraciados com a medalha finisher a atestar, que, sim senhor, eu a partir de agora, também faço parte do grupo restrito que se esfarraparam todos, pelo percurso durissimo do Transcavado, foram encontrados longe da ribalta, com a marmita do almoço, sentados na berma do passeio, transfigurados com mascaras de pó, ainda a processarem o que lhes tinham acontecido mas, com olhares e sorrisos matreiros que só eles saberão desmistificar o que realmente se passou.

 

2.Bom, agora um bocadinho mais a serio, os verdadeiro campeão disto tudo, do Transcavado 2017, em modo Race, foi o GRANDE DDR EURICO CUNHA, pese embora o terceiro lugar na geral, p`ra nós foi o grande vencedor, que com um tempo canhão fez os 160kms com 3500 d+ em pouco mais de sete horas, só ao alcance de grandes campeões como é o caso do Cunha. Nós míseros ddr que fugimos à liça e ficamos em casa, em vénia te saudamos, oh grande gladiador das montanhas, assim como a outro ilustre campeão CELESTINO FARIA, que limpou o Slow Race em primeiro lugar, com muita categoria.

A todos os ddr`s que participaram no Transcavado 2017, PARABENS e aos nossos amigos X-par`s e aos Gilmonde btt, para quem os desafios nunca são difíceis e é sempre com gosto quando os encontramos na mesma luta.

 

3.Duas notas: a primeira para o Otávio Sá para lhes desejar rápidas melhoras, do tombo sofrido na serra do Larouco e a outra para o nosso ainda ddr Nelson Miranda, que em plena prova de Race, foi forçado a abandonar devido a dores nas costas. As melhoras grande Nelson.

 

 

 

Ao fim de tantos anos a ….

Segunda-feira, Agosto 28, 2017

Ontem, sábado dia 26, o Mailo e o João, quais leões duros de roer, foram para Cabeceiras de Basto fazer as “3horas de resistência btt noturna”. Muito bem, somos obrigados a aplaudir a sua determinação depois de uma semana tão intensa, e hoje o Mailo – o João teve mais que fazer -, apresentou-se no Rafas fresco que nem uma… alface, mostrando que é um puro duro, que prefere espordinhar-se no pó e mandar-se p`ro chão do que ficar na cama a reparar as erosões musculares da Resistência.

Da burra Cannondale é que não podemos dizer o mesmo, pois notou-se, durante o treino que ainda não estava totalmente recuperada do efeito atordoante, de ter feito tantas voltas. Se calhar, dizemos nós, que somos más línguas, foi por ter dado as voltas sempre para o mesmo lado e quando a Tãnia Serra…pois é, roam-se de inveja ddr`s molengões que ficaram a dormir ou com o rabo alapado a beber cerveja, por terem faltado ao treino deste domingo, porque hoje tivemos a presença de uma atleta “biker” de top, quer em beleza, quer em performances de pódio, ou lá perto. Ao fim de tantos anos a ajarbadar por todos os cantos deste rincão do planeta, sem rei nem roque eis que chega alguém com coragem para treinar connosco e moralizar a rafeirada. É de mulher. Agora ficamos na expectativa se terá coragem para continuar a evangelizar a cambada.

Mas como íamos contando, quando Tãnia – que também fez as 3 horas de Resistência Urbana em Cabeceiras e ficou em 2º lugar na geral femininos -, perguntou ao Mailo a quantas voltas ficou, o Mailo, com a sua modéstia, respondeu que não fazia a mínima ideia e que quanto ao João, esse sim, desapareceu depressa do alcance do seu radar e nunca mais o viu. Falta saber se desapareceu para trás ou para a frente. Qualquer das maneiras, parabens aos dois pela abnegação e à Tãnia, parabens por mais um pódio.

Quanto ao nosso treino,  foram quase 50kms, bem divertidos, por trilhos masseirantes técnicos, com os costumados trambolhões à mistura, com o chefe por duas vezes a descolar a cassete devido à alta rotação pedalante até aterrarmos como passarinhos no Controverso.

2. Terminamos endereçando os parabens ao Apulia a correr pelo 1º lugar nos Picos do Monte

Silly season

Domingo, Agosto 20, 2017

Estamos na tal estação doida – a que os media gostam de chamar silly season –, e pelos acontecimentos dos últimos dias com a sucessão imparável dos incêndios, que vem reduzindo o país a uma paisagem de cinzas; quando um carvalho apodrecido desaba em cima da multidão e o fanatismo dos atentados terroristas cobardes que se sucedem frequentemente, com as consequências trágicas de que todos temos conhecimento, não há duvidas que estamos a viver tempos conturbados de consequencias imprevisíveis.

Perante estas tragédias, que nos entram todos os dias pela casa dentro, todos nós desejamos, que a quem de direito, saiba tirar as devidas ilações para que as coisas não se repitam no futuro, é difícil mas, temos de ser positivos e acreditar em… milagres.

2.Nós ddr assim fazemos, temos andado por aí, destrambelhados, ainda mais agora, nesta estação de verã, propicia ao relaxe e a fazer alguns disparates, já agora, interroguemo-nos, como é que o Mailo irá tirar o gode de dentro do bidon? Hum, parece-nos que o nosso Mailo a partir de agora vai passar a beber água das pedras.

Depois da barracada do Cunha na quinta feira à noite, perante uns vinte e tal roazes e o show dos testes drives da ebike do André, na segunda feira, dia 14, fomos p`ro Gerês (Xurês), fazer a rota das sombras…e não só. Foi um bom dia, perfeito à moda dos ddr, com o encravanço do costume no Bosk em Covide, com um final feliz pelo menos para um elemento que tentou impingir o smartphone aos espanhois, deixando-o em cima do passeio, mas quê, ao fim de uma hora teve de voltar ao local onde o tinha deixado, porque ninguém o quis.

Na quinta, ou seria na quarta? O Cunha, Bruno Filipe e outro man não identificado, cumpriram finalmente a promessa sempre adiada, como nos contou o Cunha no final e foram  até Mondim de Basto, trepar o monte Farinha, a celebre subida à Sra da Graça. Coisa pouca, até os gajos da volta a Portugal em bicicleta fizeram aquilo a brincar.

Hoje começamos o treino a cantar os parabens à snra Eulália, por mais um aniversário, foi bonito pá e não merecia que o Mailo se pirace. Quanto ao resto do treino, foi um treino gourmet, com degustação e tudo, muito bem alambasada pelo Chico e que terminou com o Seara a bufar à piscina.

3.Saudemos com alegria os nossos ddr, que lá longe, no resto do ano, nos dão agora o prazer de estarem connosco nesta estação maluca: Cesar Nogueira, João da Silva (que hoje fez gazeta), Adélio Costa, Carlos Figueiredo, Berto. BOAS FÉRIAS A TODOS

 

Os homens mais fortes

Terça-feira, Agosto 8, 2017

1.Comecemos por dar os parabens ao Bruno Monte que durante os dias, 4-5-6, desafiou os seus limites, na épica prova Vila do Conde Gerês Extreme, 300km  com 9.000 d+. https://viladocondegeresextreme.pt  Infelizmente uma arreliadora lesão num braço, deitou a perder o ensejo de chegar ao fim e foi obrigado a desistir na ultima etapa.  Acontece aos melhores. Desejamos-lhe rápidas melhoras, porque daqui a dias outros desafios esperam por ele.

2. No domingo, em frente à praia, os Apulienses foram agradavelmente surpreendidos com um treino ao vivo com os homens mais fortes de Portugal e o homem mais forte de Espanha. Um espetaculo raro por estas paragens. Digno de se ver e foram muitos os que tiveram a sorte de presenciarem as montanhas de musculos a levantar pesos da ordem de 470kg, com toda a serenidade. Parabens aos patrocinadores pela iniciativa.

3. E os ddr`s, qual macaquinhos de imitação, tambem quiseram eleger o homem mais forte do grupo e, vai daí, ciosos como são da sua privacidade foram para o monte, p`ro meio dos pinhais, longe dos olhares indiscretos, eleger o seu strongman e dar cabrioladas com a burra – por vezes com as patas p`ra cima -, foi bonito.

Escolhido o man mais forte do grupo, agora cumpre-nos a nós ddr`s, a dura tarefa de o pôr afinadinho para daqui a um ano, no mesmo local em frente à praia, desafiar  os men mais fortes de portugal, quiça o de espanha tambem.

Aqui fica as fotos dos mais fortes e o resumo de como decorreram as votações

 

 

injinheiradas

Domingo, Julho 30, 2017

Hoje só deu…. injinheiradas

Bragança Granfondo

Sábado, Julho 22, 2017

1.“O Bragança Granfondo desafia-o a viajar no tempo, ora, o tempo, é o objetivo final de qualquer ciclista. Fazer determinado percurso gastando o mínimo de tempo possível é, desde sempre, o propósito de quem pratica esta bela e viciante modalidade. No entanto neste Bragança Granfondo o sentido de tempo é outro – um tempo para desfrutar… de outros tempos!”. Assim rezava a nota introdutória da organização.

Nem mais, foi isso mesmo, uma aventura pelo tempo, pelas aldeias remotas do parque de Montesinho, com casas antigas, adivinhando a traça original, de mais de uma centena de anos, por certo carregadas de histórias extraordinárias das suas gentes, dos seus usos e costumes, como a singular aldeia de Rio de Onor atravessada a meio pela fronteira entre Portugal e Espanha sendo ambas as partes conhecidas como “povo de cima” e “povo de abaixo”, assim nos explicou um ciclista conhecedor desta zona com quem entabulamos conversa, com um governo de leis próprias e dialeto semelhante ao mirandês.

Por esta viagem no tempo, como muito bem a apelidou a organização, valeu bem termos feito os quinhentos e tal kms e suportado durante cento e três kms de bicicleta, debaixo de calor intenso, trajeto que de outro modo, muito possivelmente não nos disporíamos a faze-lo.

2.Quanto à corrida, seria fastidioso estar aqui a descrever todas as incidências, foi um grande fundo com todas as vicissitudes próprias deste género de provas: subidas, descidas, calor, velocidade, lentidão, interação com outros participantes, com gente conhecida como os duros do Gilmonde btt – vai daqui um abraço -, foi extraordinário o apoio das populações durante todo o trajeto, incansável, nunca regateando aplausos e palavras de incentivo aos ciclistas…e algumas mangueiradas de água também, então na estância turística espanhola de Puebla de Sanabria, onde estava instalado um pórtico da Caixa Rural com uma meta volante, foi surpreendente, ver tanta gente a aplaudir, a dar-nos moral “vamos, vamos, animo chicos”,  para fazer a parede até ao castelo, até parecíamos vedetas a terminar uma qualquer etapa de montanha no Tour.

3.Este Bragança Granfondo, apesar do muito calor, foi divertido, fomos dois ddr, Narciso Ribeiro e Bruno Monte. Tenho que agradecer ao Bruno o ter-me desviado para o Mediofondo e a sua companhia quando na parte final os diabinhos com os seus tridentes começaram a chatear as cãimbras. Foi uma prova que nos proporcionou imenso gozo faze-la e que perdurará por muito tempo na nossa memória e quando assim é, quando aproveitamos os momentos bons da vida, está tudo dito.

4.Mais uma vez a Bikeservice esteve impecável, atenta ao mais pequeno pormenor. Parabéns.

Algumas imagens dos fotografos oficiais:

 

Passeios da fama…

Terça-feira, Julho 11, 2017

1.Enquanto o Marco, para nos fazer inveja, se pavoneia pelo passeio da fama em Hollywood, na terra do tio Sam, nós por cá cada um à sua maneira, também no divertimos por outros passeios da fama.

Comecemos pela transcrição da página do face do Nelson Miranda, sobre a “Moutain Quest”, a ultra maratona btt de 180km, com 6000 de acumulado. Os ddr mais novos não  conhecem o Nelson mas, recordamos-lhes que em tempos o Nelson foi um duro de roer daqueles que, antes quebrar que torcer, depois de um período menos bom que o fez parar com os treinos, regressou a toda a força e a solo e está a subir de forma em flecha.

Os ddr congratulam-se pelo feito. Parabens

Nelson Miranda  

#MountionQuest
#Grande_aventura…recomendo  🙂
#Objetivo_cumprido…apesar de ao km 40 ter traçado ligeiramente o pneu….câmara de ar.. problema solucionado, aos km 50 +- parti um dos carris do selim, andei a restante prova com o selim inquelinado e com cuidado para terminar…pois esse era o objetivo, ser #Finisher  🙂
Desde o Alvão senti um ligeira picada na parte exterior joelho esquerdo…que se agravou após a Sra da Graça, pensei que não conseguisse terminar pois só conseguia dar carga na perna direita ..mas consegui com fortes dores!
Prova muito dura, apesar da pouca preparação…simplesmente Fantastica  🙂
180km 6000D+

2.O Tozé, com a camisola da ADE, outro super atleta, com provas dadas há muito tempo, passou o domingo a correr o Ultra trail Douro e Paiva, terminando num excelente 25º lugar na classe. Foram 11 horas e tal a dar no duro. Parabens BIG Tozé.

Mas o Tozé não foi o único Apuliense a participar neste Ultra e seletivo Trail, onde só terminaram 100 atletas e, tomando a liberdade de meter a foice em seara alheia, mais quatro Apulienses, do Apulia a Correr, o ultra Paulo Filipe, traquejado nestas andanças de super provas a doer, terminou em 16º lugar na classe e três atletas femininas no curto, todas com excelentes prestações. Felicitações dos ddr. Parabens.

3.O Chico, foi vespar, ou será vespesar? – Nunca sei -, para Guimarães, vespou, será? Com a sua ervilhinha todo o sábado, com os seus amigos do clube das lambretas, pelas ruas de Guimarães a fazer pi, pi, pi, pi, pipi. Ao que consta foi um dia perfeito.

4.E os treze ddr, só não tiveram um dia perfeito no sábado, quando pedalaram pela ecovia junto à margem do rio Vez, desde os Arcos até à aldeia de Sistelo, com direito pelo meio a cliff diving para o rio e, no fim a um copinho de porto, graças ao Miguel – que continua com alguma dificuldade em domar a burra selvagem -, antes de subir pachorrentemente as escadas com as burras às costas depois de ter abandonado a ideia de fazer um filme com bolinha vermelha e enveredado pela parte radical da ecovia até à pitoresca aldeia de Sistelo.

Foi tudo perfeito até à aldeia e desta vez descobrimos a parte menos boa deste lugar paisagístico e sossegado do alto Minho, em ruínas. Que pena um local tão lindo, abandonado

E, como dizíamos, só não foi um dia perfeito porque o bolo, com que o Miguel nos obsequiou no “O Barriguinhas”, cresceu pouco (e soube a pouco), porque em vez de seis, só levou três ovos. No dia 5 agosto a partir das 8h00, vamos percorrer mais um passeio famoso. Prevenimos desde já o Miguel para não se esquecer que o bolo tem de levar mais do que três ovos.

5.No próximo domingo dia 16, temos o Bragança granfondo, pelo menos dois ddr vão estar presentes. Um é garantido, o outro ainda não decidiu se vai levar a bike road…ou não.