Abandonado!

1.É um moço respeitável, desde há muitos anos pertence a um reino chamado “duros de roer”, vulgo ddr. Rapaz distinto e simpático, atleta de eleição, por mérito próprio, faz parte de uma elite estreita de ddr, que frequentaram em tempos idos o pódio da glória das muitas provas de MTB em que participou.

Porém não obstante dominar a burra como ninguem, não merecia ser atraiçoado pela nação dederriana e muito menos pela família, que hoje lhes viraram as costas, deixando-o sozinho, abandonado à sua sorte, com a burra doente, a dar tudo para que a pata da alimária Cannondale, deixasse de mancar.

Incrivel este abandono e o mais grave é que alguém ao fim de um km, alertou, segundo ele, fez um aviso à rafeirada de que faltava este moço respeitável só que, este alguém ao invés de parar… continuou a impávido na cavalgada pelo trilho parte crenques da margem do rio Neiva,

Já agora abrimos aqui um parentesis para responder aos ddr, sobre questões deste rio: segundo a Wikipédia, este pequeno e espetacular rio, com paisagens lindissimas, onde tantas vezes damos um mergulho como hoje,  nasce na serra de Oural, em Vila Verde, a sua nascente fica a 722m de altitude, tem 45km de comprimento e, claro, todos sabemos que desagua em Antas. Esclarecidos?

Bom, continuando com as queixas no final no Controverso, vista bem a coisa ao fim de dez horas, as queixas do Solinho, até não tiveram muita razão de ser, primeiro porque anda nisto há uns anitos e se não sabe, devia saber que o extravio de rafeiros deixados à sua mercê, durante os treinos, é uma constante, faz parte do ADN do grupo e depois até teve sorte porque terminou no mesmo ponto que os restantes e ainda se livrou do pai lhe dar uma peleira, por se ter perdido. Para nos redimir cantamo-lhe a canção do “abandonado” com muita emoção.

Mais tarde (tambem não demos pela falta), ficamos a saber, que uma operação de resgate, formada por 3 ddr, foi em seu auxilio.

2. Mas se hoje foi um treino ao tanto atribulado por causa das burras com falta de ar, durante a ultima semana de julho foi bem agitada: – O Luís Torres teve a ousadia e lata, de fazer o lés a lés desde Caminha a Sagres em 2 dias. Por este andar o Tiago Ferreira que se cuide, porque o recorde mundial não estará muito seguro. – Quatro ddr, Emílio Santos, Arsénio Almeida, Agostinho Filipe e Rui Monteiro tambem tiveram a lata de subirem o monte Farinha, a mítica sra da Graça e a coisa foi mesmo dura, tão dura que passado dois dias, o monte começou a arder e embora se suspeite de fogo posto, por enquanto estes abnegados duros comedores de alturas (e outros enfardanços), estão fora de suspeitas. – E a a agitação continuou ontem com os habitués de sabado: Bruno Monte, Tiago Seara e Luís Miguel em mais uma odisseia e que odisseia, 18km muito, muito duros, tão duros que desistiram os três com um roda estuporada.

Fotos d`hoje antes do esquecimento do Solinho

Treinos & Táticas

Com o dia fresco e cinzento, não era difícil adivinhar que o apetite mergulhante tão do agrado do Chefe e do seu séquito, na águas da Azenha do Minante, na cascata dos Moinhos (Perelhalvixlandia), ou nas Poças do Enxate (Meril), seria pouco mas, nunca se sabe, se a ocasião se proporcionasse e passássemos por um desses pontos, muito provavelmente o apetite voltaria e a seita não enjeitaria o chafurdanço da ordem, nem que fosse só para tirar o pó fininho agarrado à pele, levantado pelos cascos da burras, fruto das manobras algo duras e intensas ao longo da manhã.                                                                                 

Treinos e táticas, foi a estratégia votada à sorte para o treino d`hoje. Começamos o aquecimento pela subida e depois pela descida manhosa do monte de faro, seguiu-se o treino para apurar a técnica dos loopings do Solinho e Luís, repetida vezes sem conta por cima de duas lombas acentuadas, só porque o Tozé extraviado demorou a regressar ao redil. Poucos kms a seguir, apanhamos a sra da Paz distraída e zás, por trás das costas dela, treinou-se a veia donwhilleira, do chefe (sem travões), do Chico (com direito a paradinha), do Tozé (com várias repetições até ficar au point p´ro instragram), do Solinho (mesmo com a roda feita num oito), do Marco, do Luís, do Seara, momentos intensos, profusamente documentados por videos publicados no Messenger.

É verdade que foram poucos kms, mas foram bem degustados, como também o fora ontem a incursão ao parque natural Gerês delineada pelo Bruno, com a participação dos duros: Bruno, Seara, Miguel, Martinho e Agostinho, que desta vez fizeram a coisa por menos de 2000d+ e faltou alguns kms para os cem.

No fim, refeitos das táticas, refastelados na esplanada hidratante do Controverso, o Ferreia(?), de Famalicão, queria saber do amigo Correia, queria apresentar-lhe o Seara (Armando?) “o que foi carteiro em tempos respondeu alguém mais tarde”, mas o Correia não estava e o Seara não sabia quem era, nem quem era o Futre ou Filipe Correia e morasse a cem metros e todos os anos não faltassem ao almoço de aniversário em Tancos, “não, não estou a ver quem é” respondeu o Seara que até tem um para-quedas colado na carrinha e, foi-se embora para desgosto do Ferreira(?) de Famalicão.

As fotos das táticas e o briefing final

Por aí….

1.Umas dezenas de dólares resolveram o problema para abrir o cadeado do lockdown, a que foi votado este espaço desde março pp, assim, podemos continuar a garatujar o que se vai passando no reino da dêdêrreilandia, principalmente para os ddr que vivem longe.

Desconfinados e desconfiados do fdp do Covid, que nos fodeu o alinhamento das atividades previstas para este ano, nós ddr, a lidar com a nova realidade, isolamo-nos do mundo e fomos para o monte, evitando o lançamento de perdigotos de outras tribos, o lançamento perdigotante passou a ser só entre nós e com a distancia recomendada e temos sido tão bem comportadinhos que nos ultimos treinos, alguns de nós até exageraram na distancia, pois foi tão grande, que meia volta, lá ficava alguém sozinho, extraviado, abandonado no meio da mata, deixado à sua sorte, sem dó nem piedade pelo resto da cambada.

De resto, continuamos a fazer aquilo que mais gostamos com as burras de btt ou de estrada, a partir pedra por onde calha, mas também partir dropouts, empenar rodas, esventrar pneus, arrebentar com travões, com o cabedal a subir montanhas, um fartote a que temos assistido nas ultimas semanas. Esgotado o portefólio dêdêrriano e, na falta de mais, às vezes da-nos uma coisa pela tola quando vemos um campo de milho cheio de ervas, como aconteceu há quinze dias e não resistimos, vamos ajardina-lo, com as polivalentes burras do monte.

Depois temos a sorte de ter uns rookies, Agostinho Filipe (meio rookie meio veterano), Rui Monteiro e Tiago Ribeiro (que ainda hoje amealhou mais 5 preciosos pontos), que têm sido exemplares na luta pelos primeiros lugares do campeonato da cambalhota. Continuem assim.

E, se a espinha dorsal do reino, arrafeirada, continua a estuporar as burras e a esgravatar terrenos com milho, a dar uns mergulhos no rio Neiva como hoje, há uma meia dúzia de ddr, Bruno, Miguel, Seara, Solinho (só citamos estes por serem os mais assíduos ao sábado), com pedigree, especializados em roer montanhas, que não despem o pijama ao sabado antes da oito, se o percurso não tiver no mínimo 100km, e desnível positivo entre 2 a 3 mil metros, isto para não falar de dois pesos pesados, o Cesar, que longe do reino, não faz a coisa por menos do que 180km e 4.500 de d+, com passagem pelo famoso monte Ventoux a 1909m de altitude, coqueluche do tour de França, ou os a 170km, com medias de muito altas em redor do lago Léman em Genebra, com o Cunha integrado numa equipa semi-profissional. No fim o que é preciso é que a seita se divirta, porque para desgraça, basta a nova realidade em que vivemos com a virulencia covisdesca, castradora dos nossos hábitos que continua a lixar-nos todos os esquemas.

2. No penúltimo fim de semana tivemos mais uma entronização no seio do reino de um promissor ddr, Rui Monteiro, que submergiu pelo buraco das acquas das pedras de perelhalvix, cheio dos pecados que rogou aos sapatos de encaixe e emergiu purificado pelas aguas dos raios e corriscos que rogou e da tijoleira que partiu ao sogro por os malvados sapatos não desencaixarem dos pedais. E é para recordar que com coisas sérias não se brinca que reproduzimos o vídeo dos ddr renascentes das acquas da pedras de perelhalvixlandia https://youtu.be/LqBIaEYoeqM  

Obs: publicamos algumas fotos de carros, muitooooooo bem estacionadinhos em cima da ecovia.

Sem comentários!!!!!

Que treinos!!!

1.Toda a gente, um pouco por todo o país, anda apreensiva com o Covid-19, o vírus que se propaga rapidamente entre pessoas, por alguem infetado com essa estirpe de virus. A DGS, como toda a gente sabe, emite constantemente informações com o ponto da situação e avisos de como nos devemos comportar e cuidados a ter no dia a dia para evitar essa propagação maléfica.

Os ddr, este domingo devem ter cumprido algum dos conselhos da DGS e ficaram em casa de quarentena com medo de serem infetados, sabe-se lá por quem, é a única explicação para a debandada que hoje se fez sentir no Rafas. Alguns, explicaram no Messenger, que se levantaram da cama mas com medo do virus, só pode, não saíram de casa e voltaram novamente para o chôco, porem, nem todos se deixaram tolher pelo medo do Covid, e três ddr, passaram uma bela manhã a navegar pelos trilhos do sul, com direito a assistir ao espetáculo (e participar), na “Classica da Primavera”.

Ou será que foi o esforço do treino da ultima quinta, que contribuiu para a falta de mão de obra d`hoje? Não acreditamos mas….

Para quem não esteve presente na quinta, vamos resumir como aconteceu:  

2.O aviso fora feito uns dias antes, “Avisa-se que na próxima quinta feira, o treino vai ser em casa do injinheiru Narciso, assim, apela-se a todos os ddr para que não faltem, vai ser um treino duro mas muito interessante para manter a forma”. As palavras não foram exatamente estas, mas o sentido foi o mesmo.

 E foi, e os ddr cumpriram e compareceram em massa em casa do injinheiru e o treino comandado pelo grande ddr Miguel, foi um sucesso e até foi intercalado por diapositivos e vídeos recentes e menos recentes, da autoria do injinheiru Berto, sobre as aventuras do mundo dederriano, com comentários do injinheiru Tozé (quem mais havia de ser ?), que (in)explicou detalhadamente a anatomia dos artistas dos filmes até à exaustão.

Depois houve o momento alto do treino, com a entronização e entrega do diploma “Duro De Roer”, ao Nelson Dias, novo membro e agora tambem injinheiru, com autorização para votar faladura, no parlamento do reino. O discurso do Nelson, depois da tomada de posse, foi muito eloquente e comoveu profundamente todos os poderosos membros da seita, até os mais empedernidos se comoveram.  

No final do treino bem podia passar a musica: eles comem (e bebem) tudo, eles comem tudo e não deixam nada.   

Bicadas do Corno!

Se hoje o treino saldou-se por uma camara sem ar e uma roda feita num oito durante os trabalhos para o LG, ontem 5 ddr, repetiram o percurso de 2018 e foram de Viana até Paredes do Coura e andaram ao redor do Corno do Bico a estradar, depois com este lote de ddr: Bruno, Miguel, Seara, Solinho e Martinho, as bicadas durante os 100km, foram mais que muitas, mas os ares para aquelas bandas, com fama de puros, desta vez deviam estar com alguma mistura alucinogénica ao ponto de um ddr quando terminou a jornada, ter chegado a casa e…foi fazer um treino de mais 50km. O Miguel é assim, um duro, uma força da natureza!

Miguel, mantem-te em forma, porque brevemente vamos precisar de ti para fazer uns treininhos lá p`ros lados do territorio do Martinho

fotos do Solinho:

Os ddr na 1ª NGPS

Ontem voltamos à aventura em BTT!
Fomos até á etapa inaugural do CIRCUITO NACIONAL NGPS 2020, um BTT em autonomia total com orientação por GPS, que decorreu em Mondim de Basto, numa distância de 50 km.
Uma oportunidade excelente para explorar as paisagens magníficas daquela região Transmontana, assim como as suas aldeias e contatar com as suas gentes.
O ponto alto do percurso foram as visitas ao incrível património natural das Fisgas do Ermelo e a panorâmica do alto do Monte Farinha, a Sra. Da Graça.
O percurso teve uma dificuldade media/elevada.
Outras aventuras serão organizados, fique atento.
O companheirismo e a solidariedade para com os colegas é algo primordial nos nossos passeios, venha pedalar connosco!

Boas pedaladas!

A Equipa
www.propedal.pt

Algumas fotos tiradas pelo Hugo Rocha, dos 4 durázios de ontem: Chico, Bruno, Tozé e Hugo Rocha

Dêdêerre Leaks

1.Hoje os ddr, armaram-se em policias e foram todos sem exceção policiar os cruzamentos por onde passou o 10º btt Raid das Masseiras, pelas ruas de Apulia e do pinhal do Ofir.

No fim de passar os últimos betetistas, ainda deu para alguns ddr, pelo menos três,  fazerem o gosto à burra e pedalar pelos trilhos encharcados de lama e água.

Deu para fazer 20kms e carregar uns quilitos de lama até à Estela e depois até casa.

Já participamos em inúmeras provas em mau estado do terreno devido ao mau tempo, mas tão más como a de hoje, não nos recordamos, sobretudo nos trilhos do Ofir.

Parabens big Cesar pelo 5º lugar e ao João Faria pelo 12º

2.Marco lamentamos desiludir-te mas só perdemos três quartos de hora para preparar a tua condecoração e foi enquanto decorria o jogo de futebol entre o Braga e Sporting. As tardes de domingo são sagradas para a família.

Estamos estupefactos, pois nunca nos passou pela moina, que houvesse uma toupeira ainda para mais pretensiosa a minar o reino dêdêrriano, para ser rei.

Felizmente, ainda bem que há alguém com eles no sítio, ou lá próximo, para denunciar esse tal de narcisista que não sabemos quem é e, ao que parece, ficamos a saber pelo Marco, pulula pelo reino dêdêrriano, com o intuito de dar ordens e quiça, destituir o chefe para subir ao poleiro.Por enquanto não sabemos quem é o melro que sofre de narcisismo, que tem andado a mandar postas de pescada sem ninguem notar a não ser o Marco. Ainda nos passou pela cabeça fazer a analogia entre o narcisista do Marco e o ddr Narciso, mas…não, este ddr Narciso, está fora de questão, porque é um súbdito rasca, é muito feio, corre o boato que além de ser feio, é também um malandro e mau camarada e depois não tem bigode e as medidas necessárias para ser chefe, e só bebe água, não percebe nada de orientação e foi por confundir o GPS com um relogio de cuco, que andamos às voltas por Gemeses  (embora aqui o objetivo fosse desimpedir a pista desde a igreja até ao cruzeiro, para o Futre aterrar a toda a velocidade), e outros territórios no domingo passado e depois a única coisa que este ddr Narciso, tem no currículo é o campeonato da cambalhota ganho em 2018 e ganho vergonhosamente, diga-se, o que só o habilita a ser um rafeiro sem pedrigree.

Todovia estamos em condições de garantir que esse gajo que sofre de narcisismo, portanto só gosta dele, que quer fazer um golpe de estado, nunca será rei, porque rei só há um é o Futre e mais nenhum.

Grande Marco, obrigado por denunciar este atentado ao reino, sem duvida estamos perante um Dêdêerre Leaks e no mês do carnaval.

  • PS: Marco, aqui para nós, se algum dia pensares em mudar de profissão não escolhas a de psicólogo.

Marcos & Marco

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é mc3a9dio-transparente.png

Marco, substantivo masculino, usado para designar uma panóplia de coisas, como nome de pessoas, objetos, etc, por exemplo: há o marco de baliza, dá-se o nome de marco a um objeto para sinalizar uma linha de fronteira, é o nome de um famoso personagem de desenho animado, há o marco do correio, o marco geodésico usado para posicionamento topográfico, é o nome do sinal usado para marcar distancias nas estradas e caminhos, enfim há muitos marcos para diversos fins.

Como vemos, marco é um nome polivalente, pois bem, nós ddr também temos um Marco no nosso reino, um rapaz alto, espadaudo, duro à serio, um pouco temperamental, que nos treinos abomina paragens nem que seja para resgatar ddr`s tresmalhados do grupo como aconteceu hoje.

Pois bem, o Marco não tem pachorra para aturar ddr negligentes, muito menos quando andam às voltas com orientações gpsianas de um lado para outro à procura de rumo mais conveniente.

Ora como destas ambiguidades é o que mais sobressai (e ainda bem para a sanidade do grupo), num qualquer treino do reino, o impetuoso Marco dos ddr ao km 20, sem explicações de maior, deu meia volta à égua e orgulhosamente continuou a cavalga-la em sentido contrario desaparecendo rapidamente do nosso radar, deixando assim os 10 pares do reino, surpresos, ou talvez não, em domínios territoriais do senhor Martinho Anthony, tomador (in)seguro de dois cães o Max e o Lord, a esgravatar o difícil caminho terrestre para o LG 2020.

Pronto este é o nosso Marco.

Obs: atenção ddr, domingo dia 2 fevereiro temos o Raid das Masseiras, a gerencia solicita a presença de toda a gente, para fazer de policiamento

A má noticia

Depois de termos andado toda a manhã, p`ra frente e para trás  em busca de um percurso capaz, para os participantes no 18º Luso Galaico 2020, desfrutarem em finais de abril, atarefados a desviar lenha, construir rampas e retirar outros obstáculos caídos nos trilhos, deixados pelo furacão “Elsa”, nem nos apercebemos do piscar do Messenger e, foi já em casa que lemos a noticia inesperada e triste da morte do Paulo Gonçalves no Dakar.

Como é obvio de calcular deixou-nos a todos chocados com a trágica noticia, porque alem de ser um grande atleta, com um palmarés conhecido de toda a gente, era praticamente vizinho da nossa freguesia – para quem não saiba, era também conterrâneo do grande ddr César Nogueira, da freguesia de  Gemeses Esposende.

Resta-nos prestar aqui, uma singela homenagem e solidarizarmo-nos, desde já, nesta hora dificil com toda a sua família. Paz à sua alma.  

Fotos da manhã d`hoje:

Os ddr Bruno e Chico à procura do LG2020
Um duro a trabalhar no duro?

A fazer uma rampa para passar a “frota” do LG
E agora o teste….!
…Confirmado

Efeitos do 1º janeiro!

Aderindo à iniciativa dos “Apúlia a Correr” para o 1º mergulho do ano, também para a nação dêdêrriana, o primeiro feito do ano, foi o mergulho na água fria no mar de Apulia, foi no primeiro dia de janeiro e, entre os vários comentários divertidos dos corajosos participantes, o mais comum era que, dar um mergulho na água gelada servia para começar bem o ano,  e essencialmente para refrescar as ideias dos excessos da passagem do ano, no entanto, do grupo dos ddr que refrescaram as ideias, e foi um bom grupo, houve alguém que refrescou as ideias em demasia, ou então…não refrescou nada, é a explicação para um ddr, que por acaso é o chefe, que hoje, dia 5, andou toda a manhã, no sobe e desce, pelo monte, pelo meio dos pinhais, por cima de lenha e mais paus, por entre pedras, lama, regos, paralelos, com a bike de…estrada, não de ciclocross, era mesmo a de estrada, com pneus fininhos e tudo e, apesar de andar por cima de muitas pedras, aparentemente não mostrava sinais de estar pedrado e as rodas terminaram o treino, redondinhas como começaram.                          Portanto, a explicação para esta façanha do chefe (mais uma), só pode ser o efeito retardado dos acontecimentos do primeiro de janeiro, ou então passou-se por não ter refrescado as ideias e os efeitos vieram agora, fazendo do monte uma estrada de pixe.                                         Vá lá que não se lembrou de testar as rodas e descer pelas escadas da capela de S.Lourenço, porque se se tem lembrado…não sei não! As rodas poderiam ficar quadradas, mas que haveria de descer não temos duvidas.

E é para debater estes assuntos de sanidade e outros, que fazemos aqui um apelo a todos os ddr, para no próximo dia 17 janeiro, comparecerem no Camelo, para a tradicional comezaina de principio de ano. A gerencia (ddr Chico), quer uma resposta de todos os que tencionam estar presentes até dia 12, impreterivelmente. Esperamos que sejam todos.