Skip to content

Fátima é já a seguir

Segunda-feira, Abril 26, 2010

Ainda alguns considerandos sobre a ida a Fátima:

A minha opinião é: vamos saír em grupo, deveríamos continuar em grupo ao longo do caminho e deveríamos chegar em grupo a Fátima, independentemente da bike que usar-mos ser de estrada ou btt, entendo que quem vai nas “viaturas” de estrada, como diz o Nélson, queira andar mais depressa, se é esse o objectivo, acho que não faz sentido nenhum haver grupos sempre distanciados dos restantes chegando a haver mais de uma hora de diferença para chegarem primeiro e depois ficarem sentados à espera dos restantes como aconteceu no ano passado, acho que tem de haver solidariedade de todos para com todos, daí o Filipe ter dito no ano passado quando chegamos a Fátima “p`ró ano ninguém vem de bicicletas de estrada, só os que não são DDR´s estão autorizados”, se não foram estas palavras o sentido foi o mesmo e voltou a dizer o mesmo na Quinta-Feira pp, precisamente para evitar estas disparidades.

Meus amigos, isto é uma aventura não uma maratona com tempos cronometrados a ver quem chega primeiro, por isso mesmo é que vamos em dois dias e não em um. O mais importante é desfrutarmos com prazer esta aventura, manter o espírito folgazão e, essencialmente manter a coesão do grupo, três factores que tão bem caracterizam este Grupo de Duros De Roer, de resto são minudencias (que palavra man), sem importãncia.

2010/05/04 às 21:58
Por: Nélson Miranda

Começo por cumprimentar os Distintos e Honrosos Duros de Roer
Quanto ao assunto do momento, eu recém eleito DDr, não querendo ferir susceptibilidades, estou do lado dos que acham que tendo os DDr no seu código genético a Montanha, não faça muito sentido Bicicletas “Gayzolas” , parece-me aliás que o espírito BTT, versus aventura, morre um pouco, mas ainda assim aos distintos membros que se farão deslocar nessas VIATURAS estranhas , terão o meu apoio em tudo que for necessário, levo sempre comigo os conjuntos de chaves que tão bem conhecem…não é assim amigo Narciso.

Agora gostava de partilhar com vocês que, hoje enquanto passava os olhos por a “BIKE” revista da especialidade, qual o meu espanto quando em 1º Plano vejo a famosa T.shirt dos DDR ” Agostinhos ” , envergada pelo nosso Subchefe, mais conhecido por Carteiro . Para mim foi um motivo de orgulho e não tenho duvidas que as vendas da revista obrigarão necessariamente a uma nova Edição. Um abraço a todos…

Treino de Domingo 02 Maio 2010

“To be or not to be?” – Ser ou não ser? -, Ser ciclista com bikes de estrada por dois dias, ou ciclista de btt em qualquer circunstância?.

Começou-se com esta questão na Quinta-feira passada e prosseguiu mais ou menos durante o treino de Domingo, a propósito de uns quererem ir a Fátima com “bikes de estrada, e, ainda não há consenso nas hostes; O chefe foi claro no aviso que fez na Quinta-feira pp. Por mim é-me indiferente, eu vou na minha burra de sempre, a única diferença é que estou a pensar calça-la com pneus 1.50 slicks, tal como o ano passado, mas se for preciso também vou com pneus 2.20

A questão é que os genes dos Duros De Roer são –  bike team BTTAPÚLIA

De resto o treino de Domingo foi um bom treino de 70km de estrada, que serviu de aperitivo para a jornada de 08 e 09 até Fátima, com um reabastecimento surpresa, muiiiiiiito bom em Viatodos, na casa do Nélson.

Aviso à navegação:

A caminho de Fátima vamos muito provavelmente encontrar as bermas da estrada ocupadas pelos peregrinos a pé, que nos vão obrigar a circular por parte da faixa da estrada, por conseguinte temos de estar  mais atentos que o normal, seria bom que todos levassem fitas ou coletes reflectores.

Os acidentes evitam-se, não se lamentam. Pensem nisso.

The best team of the world: Duros De Roer

LUSO-GALAICO 2010

ATENÇÃO HÁ FOTOS DA LUSO-GALAICO NA PÁGINA  MARATONAS


Começo por saudar estes três DDR´s, pelas suas excelentes perfomances no 8º Encontro Luso-Galaico de BTT  2010:

– Paulo Fernandes    55º

– Francisco Ferreira   59º

– Nélson Miranda      102º

Parabéns campeões

Pedalar na Natureza parece mais um jogo do que um exercício físico, ainda que o esforço seja considerável.

Os DDR´s compareceram em “peso” a este “jogo” ao Luso-Galaico em Esposende no passado dia 25.

Por entre 2.000 participantes à partida, no final todos os DDR´s dignificaram a camisola que embergaram da “bike team BTTAPÚLIA”, com as honrosas classificações que obtiveram, com destaque para os três já citados acima.

Todos deram o seu melhor, todos se esforçaram, todos deram o máximo, não interessa se ficaram à frente ou atrás de fulano ou beltrano, o importante foi chegar ao fim, com sofrimento mas sem ultrapassar as nossas limitações; é muito importante conhecer as nossas capacidades e não ir para além delas, é a principal regra de ouro do manual dos praticantes de btt, só assim tiraremos partido, prazer e benefícios físicos deste salutar desporto.

Os Duros De Roer cumpriram, por isso estão todos de parabéns.

Terminou o Luso-Galaico

Venha o 9º Apúlia -> Fátima

5 comentários leave one →
  1. Paulo Fernandes permalink
    Segunda-feira, Maio 3, 2010 23:03

    Relativamente às Gays de estrada,ou não vai nenhuma ou então a minha também vai! Mais uma Gay…

    Gostar

    • berto permalink
      Terça-feira, Maio 4, 2010 13:07

      as bikes gays é só para os fraquinhos…
      nos somos duros ( alguns ) e os duros são de bikes de montanha..

      Gostar

  2. francisco permalink
    Terça-feira, Maio 4, 2010 23:06

    pois é meus amigos só é gay quem este ano tem bike de btt e muda os pneus para estrada,ainda é mais gaysola que os de bike de estrada. quero ver quem tem coragem e é Homem com H maiusculo e tras a bike de btt como ela é…….a pois éaaaaa…

    Gostar

  3. francisco permalink
    Terça-feira, Maio 4, 2010 23:08

    lende e pensai no assunto seus ga…nao, mer… nao, seus fracos.

    Gostar

  4. Nelson permalink
    Quarta-feira, Maio 5, 2010 21:55

    Começo por prestar uma homenagem ao grande” gigantesco” e sempre sábio…Narciso, por as palavras a que nos habituou, é com toda a certeza uma referencia, diria mesmo uma fonte inspiradora para todos nós, obrigado.

    Pois é pessoal, a discussão está acesa…mas quero assinalar a coragem do subchefe Xico, por ter reconsiderado no seu meio de transporte… pena é que outros não lhe seguissem o exemplo, não é Sr Mota…é que hoje encontrei uma KTM com um símbolo de enorme respeito, mas com uns pneus no mínimo estranhos…ofensivos para tão bela viatura. Quero ainda assim informar o Mota que tenho um conjunto de chaves para mudar pneus e que poderá contar comigo para os mudar 🙂
    Bem pessoal, até amanhã.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: