Skip to content

O treino Garminizado

Segunda-feira, Abril 11, 2011

Domingo, 10 Abril  2011

Como somos um grupo um bocado desorientados, onde não é raro durante os treinos, perdermos alguém pelo caminho, ou quando nos distraímos e formam-se dois grupos e vai cada um para seu lado, desta vez tínhamos um Garmini emprestado pelo HR, para nos orientar na nossa desorientação, com um track de muitos kms para fazer durante a manhã, daí a ordem da administração do dia anterior: “toda a gente no Rafas às oito horas”

O aparelhómetro era parecido com aqueles tijolos antigos a que chamavam telemóveis, estava agarrado no guiador da flash number one do Paulo F, o encarregado de gerir as coordenadas gêpêssianas daquela maquineta eletrónica, ficando assim com o ónus da responsabilidade do nosso destino durante os treinos

As pessoas que tiveram a sorte de estar às 08h00, no parque do Rafas regalaram-se a ver aquelas máquinas bonitas ali estacionadas; CUBE, CANNONDALES, KTM, TREK, uma MONDRAKER espetacular com uma malinha de ferramenta agarrada ao selim e uma QÜER que depois de debutar no baile de Quinta-feira passada, fez hoje a sua estreia nas peripécias domingueiras e ainda faltaram, entre outras, as duas burras também muito “jolys” a SCOTT e KTM, do Berto e Xico, ausentes a fazerem uma demonstração de bem cavalgar em duas rodas pelos trilhos da maratona de Portela – Monção

Lá fomos nós, o bando dos oito, atrás do tijolo, iamos tão enleados com o trakoso do garmini que desta vez  nem nos lembramos do “OhVíííítor….”

Doze kms, por paralelos e pixe, paramos…

– Éh pá, não estou a perceber nada deste GPS!!!!

O melhor é telefonar ao HR

– Qual quê: a esta hora ainda está a fazer meia-noite…olha: vamos p`ra esquerda, siga….

Ao fim de três kms…

– E agora?…

– Oh raís`parta o garmini, continuo a não perceber nada disto…ah!!! mas eu estou a reconhecer o caminho, é sempre em frente…

– Como é que se chama este monte?

– Monte das Masseiras

Entretanto passamos por um grupo de cinco bettistas, três mulheres e dois homens, também com um GPS…

– Vou pedir-lhes ajuda, para me explicar como esta porra funciona…

– Nada feito, as coordenadas deles eram diferentes das nossas

Ao fim de muitas voltas desorientados, p`ra esquerda, p´ra direita, p´ra trás , p´ra frente, tudo em vão, o track continuava a brincar às escondidas connosco… alguém lá na frente gritou:

– Está aqui uma ponte!!!

– Está aí uma ponte? É por aí

O Paulo F, foi tão convincente nesta afirmação, que imediatamente fomos atrás dele atravessar a ponte sobre o rio Neiva, nem o Manel dos melhores dias do «por aqui», teria dificuldade em convencer-nos a segui-lo, tal foi o ênfase com que o Paulo F pronunciou o «é por aí»

A coisa estava de facto a correr mal, não atinávamos com o raio do GPS, estávamos todos a ficar garminizados até às pontas do cabelo, até que, inesperadamente surgiu um momento de alegria, depois da ponte, pela margem direita e virados a montante do rio, tivemos, nem todos, os que iam na frente lixaram-se, a felicidade de assistir a um belo trambolhão do Nélson, com a roda traseira do sua burra a trepar por uma parede acima, aquilo sim, foi o melhor trambolhão do dia, nem o Berto conseguiria fazer melhor, um trambolhão à homem. O meu trambolhão também foi bom,quando um km mais à frente aterrei em cima de mato grosso, deixando-me todo arranhado com os braços acupuntcurados com agulhas do mato, também foi um malhanço à homem, mas o do Nélson foi melhor. O chefe também se mandou p`ró chão, mas foi um trambolhão fraquito, amaricado

Deixamos os belos trilhos do rio, já tínhamos perdido completamente a confiança do navegador garminoso, desistimos definitivamente desse gerador de confusões e passamos a guiar-nos unicamente só pelos registos das nossas caixas córneas

P`rós lados de Fragoso, fizemos uma subidazinha, muito fácil, tão fácil que eu ainda me interrogo porque é que me deixei ficar para trás? Distraí-me é o que foi

Pelo cimo do monte pedalavamos sem rumo definido, por um estradão porreiro, à nossa direita talvez  a oito kms de distancia via-se o porto de Viana do Castelo e a uns cinco kms o S.Gonçalo, quando o Milo resolveu furar aquela camãra de ar em forma de tripa de porco, logo a seguir foi a vez do Futre estrear a sua zira nestas coisas de furos, até o Ivo furou passados duzentos metros ele que já não se lembrava da última vez que isso lhe tinha acontecido

Enquanto os homens dos furos estavam afadigados a repara-los, ainda deu para trocar dois dedos de conversa com o nosso amigo Durães que acabava naquele momento de fazer uma subida na companhia da sua partenaire, recomendando-nos para a Luso- galaico: «gajos como vós, tendes de fazer a EXTREME, porque só os maricas é que vão p`ra a maratona dos setenta»

f*** Tone, as ondas do garmini afetaram a mioleira a toda a gente

Prometi à minha flor estar em casa às 12h30, ora como já eram 12h35, preparei-me para deixar a cambada, mas antes d`isso ainda deu para ver o Ivo abraçado à burra sem uma roda a descer o monte  à procura da camãra de ar da minha malinha de ferramenta , então sim pus a minha burra a galope e só parei em Apúliacity

Os homens do dia:

FILIPE, TINO, MILO, MILO, FUTRE, PAULO F, NÉLSON e NARCISO

Os homens da Portela:

XICO e BERTO

PS:

Parabéns aos grandes Duros De Roer, Paulo Fernandes pelo seu excelente 6ª lugar na maratona de Ponte de Lima. Foi à campeão e ao Xico e Berto por serem também os primeiros a concluírem a Portela. Parabéns a todos

Ainda outro PS:

Já leram os comentários provocadores da Snra Sónia Moreira a esposa do Vítor? Malta, não podemos ficar de braços cruzados a semelhante provocação, que tal fazer uma serenata com megafone? Aceita-se propostas

As fotos da contenda deste Domingo:

4 comentários leave one →
  1. francisco permalink
    Terça-feira, Abril 12, 2011 20:44

    AVISO A ALGUNS DDR QUE OS EQUIPAMENTOS AINDA NAO FORAM LEVANTADOS PORQUE HOUVE ESQUECIMENTO DE ALGUNS MEMBROS PASSAREM PELA PIZARIA (falarem com o Berto), tenho dito.

    Gostar

  2. carlos permalink
    Quarta-feira, Abril 13, 2011 20:58

    oi pessoal!parabens ao nelson e a filipe pelo tombo!eu no domingo tambem me fodi todo!fodi a cabeça um joelho e um braço!ainda tou todo empenado!as pedras aki na fraça sao duras pra caralho!abraços pra todos

    Gostar

  3. francisco permalink
    Quarta-feira, Abril 13, 2011 21:05

    como é que caiste, aqui nem um tombinho para a malta se rir e ai longe vais cair um tombo do cara”””o. isso com o tempo passa vais ver.

    um grande abraço xico

    Gostar

  4. futre permalink
    Quarta-feira, Abril 13, 2011 21:35

    pois,aconselho a snra Sonia Moreira a trocar a mangueira por uma garrafa de vinho do porto,e vai ver que até passamos aí todos os dias

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: