Skip to content

Luso Galaico 2011

Terça-feira, Abril 19, 2011

9ª Maratona Luso Galaico

17 Abril 2011

Com a aproximação do Luso Galaico, via-se por todo o lado gente a mexer-se, a pedalar de manhã, à tarde e à noite, com o intuito de participar e fazer boa figura, alimentando assim, o desejo de uma boa classificação pois então, mais que não fosse, só por isso já valeu a pena a realização desta maratona que se tornou uma referência bettista Nacional, como o provam os 2.183 inscritos pagantes – É a festa das «bescletas» de Esposende – como disse uma mulher que assistia ao frenesim da partida.

No que toca aos ddr`s, não houve nada de transcendente para esta maratona que fosse diferente dos treinos habituais de Quinta e Domingo, pedalamos por trilhos, single-tracks, aceiros, estradões, esquadrinhamos montes e pinhais com alguns  trambolhões à mistura e sei lá que mais como sempre o fazemos só pelo gozo de pedalar e camaradagem que sempre nos distinguiram e foi com este espírito de treino domingueiro, desta vez mais a sério confesso, que nos apresentamos na linha de partida para maratona Luso Galaico 2011

Alguns de nós, nunca fomos muito aplicados a estudar estas coisas da técnica de bem dominar a burra a descer, continuamos a fazêmo-lo de forma displicente o que já nos custou uns valentes empenos, valorizamos mais um bom aterranço de queixos do parceiro do que aperfeiçoar o que quer que seja com as burras, ou umas bocas foleiras, na vã esperança de ver alguém (des)afinar, raramente com sucesso diga-se, pois esta cambada dos ddr`s há muito que está vacinada contra todos os males, às vezes ainda há um cheirinho a afinanço como na última Quinta em S.Lourenço “tu treinas mais do que eu”, ou daquela vez ”Não tinhas nada que subir até à capela S.Fêlix”, são desabafos que no instante imediato caiem no esquecimento

Chegou então o dia, para mais um tira teimas, para confirmar ou redefinir a posição do: “quem é que anda mais ?” Isto no que se refer, esclareça-se, aos PROS,

Quanto a mim, cheguei tarde 9h10, por isso a minha posição no pelotão foi lá atrás, na segunda metade, julguei ser o último dos ddr`s, afinal o Paulo Pinho ainda estava mais atrás, os restantes estavam todos nas primeiras filas

Quando foi dada a partida, era ver toda a gente a esfarrapar-se pela avenida até ao alto de  S.Lourenço onde se fez a divisão da maratona e meia maratona, uma vez chegado aqui, como a burra era nova e estava cheio de pressa e não estava interessado em estafar-me muito, nem hesitei, fui p`ra MM, aquilo é que foi andar tone, ia com uma bolina do catano sempre a ultrapassar gajos e gajas, cheguei a parar p`ra pensar se era mesmo eu, então quando havia gente a bater palmas, punha um ar de mau, para impressionar as pessoas “aquele gajo é que anda”, pelo caminho compenetrado na condução da minha nova burra a fugir de lado, olhava para aquelas  marcações feitas com muito suor e a seco no dia anterior e só me apetecia dizer: “estão a ver esta fita aqui amarrada? Fui eu que a prendi, aquelas mal atadas nos postes foi obra do Filipe e do Manel”, depois as placas com as setas, aquilo sim um trabalho bem feito que nos deu um poder desmesurado para mandar o pessoal para onde bem entendessemos, só fiquei desiludido com uma seta que me deu tanto trabalho fixá-la num pinheiro e no dia da prova desapareceu, o-dono-do-terreno-e-dos-burros, arrancou-a sem dó nem piedade, assim como algumas fitas, como contou mais tarde o Filipe aquando da negociação difícil com o-dono-do-terreno-e-dos-burros, para repor novamente as marcações e deixar passar o maralhal da maratona

Pelo caminho vi o Cardoso de Fonte Boa, a contas com um furo, mais à frente o amigo Pierre Xispar a fazer de espectador, tinha desistido por causa de um furo.

Ao começar a subir o monte de Gemeses passou o Cardoso ainda enfurecido com que lhe tinha acontecido, passou por mim a todo o gás mais parecendo que ia a descer, a minha auto estima tremeu um bocado por ser o primeiro gajo a ultrapassar-me desde S.Lourenço, mas lá continuei a cavalgada, na descida de Gemeses encontrei o Alexandre Xispar a correr monte acima – promessa não deve ser, deve ter perdido qualquer coisa -, pensei, mas pensei mal porque foi pedir ajuda para socorrer um gajo que se aleijou nas pedras. Muito bem, um gesto nobre o do Alexandre

 Parei no reforço com a esperança de encontrar por lá o Paulo Pinho e pôr a conversa em dia sobre a conjuntura do país, mas nada, ao fim de três ou quatro minutos, montei de novo a burra e continuei concentrado a guiar a minha, ia dizer SantaCruz mas não, a minha Santa coitada, está nos estaleiros toda partida, agora a nova toura chama-se Coluer ou qualquer coisa assim, já na reta final, fui outra vez ultrapassado por um gajo de Fonte Boa, irra, o segundo a ultrapassar-me e logo de seguida terminou. Foi pena porque só me faltava ultrapassar mais 153 gajos à minha frente

Um grupo de quatro Dêdêerres já lá estavam, chegou primeiro o Tino creio que em 40º lugar e depois o Berto em 54º, o Milo em 80 e tal e depois eu e o Paulo Pinho

 Outro grupo de quatro ou cinco Xispars também já lá estavam onde fui informado do brilhante 3º lugar do Cunha, do 4º do Bruno este com a burra zirinha Trek que só peca por ser vermelha porque de resto está bem ensinada a galopar a toda brida e o 9º do César. Azar teve o Vasco que chegou na carrinha de apoio com o dropout da sua burra partido

Quanto aos quatro durões de roer, mais o… Mota que fizeram a maratona, ainda há pouco feedback, pode ser que ainda contem os pormenores da liça, a única coisa que se sabe é que o Paulo Fernandes chegou em 39º e logo atrás o Futre e depois o Nelson, creio que em 80º e de seguida o….Mota, o Ivo com o tempo de 4:19:00 ganhando assim ao chefe que tinha apostado que demoraria pelo menos 4h30

Os quatro da maratona: PAULO FERNANDES; FUTRE; NÉLSON e IVO.

Os cinco da meia maratona:TINO; MILO; BERTO; NARCISO e P.PINHO

E o  MOTA? Aquilo é que foi andar. Mais tarde explicou que não treinou para se poupar para a maratona

O FILIPE e o MANEL, nobless oblige, ficaram de guarda aos trilhos em conflito, como já disse, com o dono-do-terreno-e-dos-burros por onde passou a MM

Parabéns DDR´s, além de dignificar mais uma vez a nossa camisola, fizemos jus ao nome, fomos DUROS DE ROER

Parabéns a todos os nossos amigos X-par`s, com relevância para os três que ficaram nos primeiros dez em especial o 3º do Cunha com direito ao podium e o 26º da maratona do Celestino Dimas

Parabéns também ao Ricardo Santos 5º na maratona e ao Virgílio Gomes 40º

E, desculpem lá, mas tenho também de dar os parabéns à nossa amiga Fátima Melo por ser a 1ª classificada feminina na Extreme

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: