Treino05FEV2012

33 segundos de manobras dêdêrrianas, nível médio/alto

Naquele lugar sagrado em que toda a vaidade se apaga. O cobarde faz força e o valente se c…, estava eu sentado a pensar na puta da vida, até que me chateei com essa trabalheira e comecei a folhear uma revista cor-de-rosa que sempre existe naquele lugar, quando o cabeçalho de uma pequena noticia no canto da página me despertou a atenção e leio:

 Água do “banho” a leilão…

“A água da piscina em que Tom Cruise, Katie Holmes e a pequena Suri nadaram a 16 de Julho de 2011, em Miami, está a ser leiloada no Ebay. De acordo com o anúncio o produto vem com certificado de autenticidade – uma fotografia de Cruise a nadar na piscina – e pode ser usada em poções, perfumes e até mesmo para baptizar crianças.”

 Bom… vocês devem estar a pensar: “Que é que este gajo está para aqui a dizer? Coitado, deve ter batido com a cabeça num mamarracho qualquer durante o treino, ou então, ainda não se refez do malhanço do passado domingo em Ponte da Barca”

Nada disso seus pinceleiros, muito embora no treino de hoje, não faltasse oportunidades para bons espalhanços a verdade é que ninguém dos sete: Filipe, Milo, Berto, Hélder, Narciso, César e Bruno, pontuou, mesmo no dificílimo declive – menos para o Berto que até repetiu a dose e o Filipe -, perto da pedreira da Gatanheira, ou nas pedras dos trilhos da Abelheira e nas descida por trás da capela da Snra da Paz, foi tudo limpinho, ninguém bateu com a cabeça em lado nenhum, só um pneu traçado na ramson do Helder, rapidamente resolvido pela oficina itinerante do Bruno.

 Portanto, que fique bem claro! Não bati com a tola mas, depois de ler aquela estória da poção milagrosa, em frasquinhos da água de cu lavado – a piscina dos ricos é a banheira -, para curar os males do corpo, fiquei impressionado, e, inspirado pelo ambiente onde me encontrava a folhear a revista, ocorreu-me uma ideia: porque não, nós, os ddr, fazer o mesmo e ganhar uns guitos para os depauperados fundos em negativo da tesouraria da cambada, comercializando a marca ddr? Com produtos autênticos – nada de imitações -, por exemplo:

– Saqinhos de terra com vários gramas até um quilo com uma etiqueta, além das instruções: “ 250gramas de terra ddr, verdadeira, que ficaram nas fuças, quando desciam o monte na corrida ao sarrabulho em P.Lima, autenticada com  foto no interior e a biografia do elemento que aterrou de queixos, este produto magico, é ideal para tratamento de beleza e para a caspa – ver as instruções ”;  ou para diversificar a oferta:

– Sacos de 5…até 50kg  “pedras, que os ddr`s  usaram para se coçarem em várias partes do lombo e partirem as burras, contem foto do rafeiro com vestígios de betadine nas bordas da compressa que usou quando partiu a perna e, a roda partida da burra com bocados de pedra incrustados nos punhos do guiador, que atestam a genuinidade da pedra – estas pedras dão sorte a quem as usar penduradas ao pescoço ou se pesarem mais de 50kgs debaixo da cama, é garantido que se a cama partir quando se está naqueles movimentos frenéticos do mete e tira, além de amortecer a queda, ficar com uma  valente pedrada ”; se fosse o produto do espalhanço em cima do estrado de madeira – como daquela vez  em P.Barca -, então cada saquinho de raspas de madeira teria de ser mais cara, por causa da fama dos artistas, por serem dois e a autenticação ser em vídeo:

– “Embalagem de 200g de raspas de madeira. Produto de alta qualidade só comparável a corno de rinoceronte moído, altamente afrodisíaco, deve ser usado por um casal de qualquer sexo – aconselhável a quem tem problemas reprodutores, também dá para cabras, galinhas, perús, patos etc. Para o efeito ser mais eficaz, deve-se usar o saquinho das raspas penduradas no órgão reprodutor do animal”

A estratégia de comercio será: nada de leilões que dá muito trabalho, só enviaremos o produto à cobrança e descontos só para quem comprar as três variedades e para revenda, no entanto poder-se-á fazer uma atençãozita aos amigos se o chefe autorizar  

Ddr`s! Colaboremos nesta iniciativa, façamos um esforço para ficarmos ricos, e, já agora, contribuir com algum para o tesouraria do grupo, à custa dos nossos honrados treinos. Vamos mostrar ao Tom e à Holmes que o nosso produto é melhor que o deles

 Agora as noticías ddr:

 – O grande Ivo Carvalho e o Pedro Coelho, participaram este Domingo no 7º raid btt da Silva, segundo relatos o Ivo mostrou o que é pedalar a sério com a camisola dos ddr`s, assim como o Pedro que ainda sem equipamento também pedalou comó c… A gerência dá os parabéns aos dois

– Como não há duas sem três, mais uma vez o Tóze ficou off

– De assinalar o regresso do intermitente Helder, uma mais-valia para todos andarem na linha, infelizmente condicionado pela plantação de esteios que nesta altura do ano exigem muitos cuidados, pois tem de ser agasalhos quando faz frio

– Chegaram ecos que o Filipe Correia trocou a burra pelo pontapé na bola, paciência! Ninguém é perfeito mas tenhamos esperança, um dia há-de voltar

– Atenção: no próximo domingo dia 12, precisamos de toda a gente e mais alguns que possas arranjar, para policiar os 11kms do raid das masseiras que passam em Apúlia e Fão

– Outra chamada de atenção: aqueles meninos que foram desenrascados pelo Bruno quando estavam enrascados e levaram-lhe, meias, elos de engate, camaras de ar e outros objectos, é favor devolve-los ao dono, porque o Bruno não é pai de pançudos

 PS: A classificação do campeonato da cambalhota não sofreu alterações

6 pensamentos sobre “Treino05FEV2012

  1. francisco

    afinal confirma-se Mylo estás mesmo tátá, já nem a psicologa te safa.
    como podem ler o nosso Narciso tá no seu auge, e claro o aparte daqueles que ficaram servidos e remediados pelo nosso amigo Bruno que retribuam as peças(não, não é o Berto) são as peças que ele vos cedeu para poderem andar nas burras novamente.

    Gostar

    1. Milo

      Da Psicologa de quem falo, até tu inventavas um bom motivo para lá ir.
      Quanto a estar tátá, não te preocupes, pois quando te pareço mais distraido ou em ausência é quando estou mais cônsciente de mim mesmo.
      A oficina pode estar vazia, até posso me esquecer das luvas,mas no entanto a minha consciência mais profunda está ligada ao icognoscível.
      E nestes mares provavelmente nunca navegas-te!

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s