Skip to content

Uma pedra no capacete

Segunda-feira, Fevereiro 27, 2012

Uma pedra no capacete

Antes de mais, devo dizer que iniciamos o treino com uma grande pedrada, como bem demonstra as fotos.

Então vamos lá disparatar um bocado: já participei em centenas de provas de btt de todo o tipo e feitio, já passei dias seguidos a pedalar e tenho notado nos últimos tempos, que uma larga maioria de praticantes desta modalidade, subverte o espirito do btt. Sinais do tempo? Não sei! Talvez

Ouve-se com frequência, muitos bttista comentar, que só participam em  provas  “a doer”, com distâncias longas – subentendo que se referem a distâncias com  80…100…200kms – e com classificações no final.

Na rádio, num programa sobre btt, um elemento de uma associação comentou: “…participamos numa prova em Amarante com uma distância de 167kms  e 7 mil de acumulado,  éramos 120 à partida e só 5 é que chegaram ao fim…tudo num só dia”,  afirmando no contexto da conversa que: “este é que é o verdadeiro espírito do btt”. Aqui permito-me discordar: concerteza que foi óptimo para os que chegaram  ao fim, da mesma maneira que será óptimo para os que gostam de longas distâncias com obstáculos difíceis de transpor. Admiro esses atletas com arcaboiço para tamanhas façanhas e, nem sequer estou a falar do Absa Cape Epic, uma das provas mais duras do mundo, senão a mais dura, realizada durante oito dias, com um desgaste físico brutal em que já colapsaram alguns atletas. No ano passado foi um de vinte e tal anos por ataque cardíaco

Estas provas que agora estão na moda e que de ano para ano os organizadores, elevam cada vez mais a fasquia da dificuldade, com traçados mais longos e radicais a exigir como é óbvio, mais “caparro” do atleta. Não tenho duvidas que são provas de btt, ninguém tem, não concordo é que se diga que quem participa neste tipo de provas o faça com o tal “espirito verdadeiro”, de que falava o representante da associação na rádio e menorize outras provas de  menor distancia. São provas de competição com bicicletas de montanha isso sim, que nada tem a ver com uma das regras básicas do bttt: praticar desporto de uma forma sã, em consonância com a natureza e solidário com outros bttistas sempre que necessitem de ajuda

Se o espirito do btt tiver de ser reanimado, não serão certamente com grandes organizações, com eventos desta envergadura que o conseguirão. O que se passa hoje em dia é que o btt se tornou um negócio de milhões, não só dos  fabricantes de bicicletas mas também dos fabricantes de produtos energéticos, acessórios etc, que patrocinam este tipo de provas “extreme”, induzindo cada vez mais gente a praticar este desporto e, isso é bom, agora quando se pedala a pensar na classificação e no prémio, o atleta quer lá saber da natureza, do colega à rasca a precisar de ajuda, a preocupação é passar a roda do parceiro da frente, se for caso disso e, o C/kims e chegar ao fim. Felizmente, a maioria dos atletas cumpre os preceitos do bttismo mas, o certo é que tenho assistido cada vez mais a casos lamentáveis que nada tem a ver com a boa pratica do btt

Desculpem lá, mas este desabafo só bem na sequência do treino de hoje, porque notei um certo nervoso miudinho em alguns ddr, que nunca tinha notado antes. Uns queriam fazer… kms…outros descidas radicais…outros não se importavam de subir… no final outros acharam que o treino foi uma merda, porque – lá está – aproxima-se as ultra maratonas e querem estar bem preparados, o que acho muito bem mas, valerá a pena tanta ansiedade? Qualquer um do grupo com os treinos rotineiros  semanais, está à altura de fazer essas maratonas e ficar na primeira metade sem grandes preocupações, agora se for para as fazer à-mata-cavalos então compreendo o nervoso

Acredito que o grupo vai continuar fiel às origens, andando pelo mato, ou outros locais, sem destino – como fez o Bruno hoje quando o trilho acabou e mesmo assim continuou a explorar as redondezas à procura de novos carreiros – com saídas frequentes para fora do local habitual de treino e destinos incertos guiando-nos simplesmente pela intuição de cada um. Quase sempre com desenfianços mas no fim todos juntos. Se pedalarmos só 2horas, é porque só deu para isso; se for 5horas porreiro; se for um dia inteiro então a satisfação será total. Se nos apetecer participar em provas, participamos e daremos o nosso melhor porque também sabemos e gostamos de pedalar a sério. Não importa que a bike seja de cross…de downhill…de free ride…pasteleira…se gostas de subir, sobe…se gostas de descer, desce…se gostas de saltar, salta…se gostas de picar, pica Milo….se gostas de dar uns puxanços, puxa… se gostas de cair, bom, então cai sozinho porque até dá pontos, importa é que “curtas” com a bike, te divirtas sem qualquer espécie de pressão a moer a cabeça.

Este sim é o verdadeiro espirito do btt e é assim que tem de ser incutido nos atletas que agora começam a dar as primeiros pedaladas e, depois se quiserem enveredar pela competição e tiverem “pulmões”, é lá com eles, mas nunca confundam uma coisa com a outra

Sugeriram-me que o titulo de hoje deveria ser:”desaparecido em combate”, uma anologia para o Bruno que continuou sozinho a desbravar  caminho pelo meio do mato, andou desaparecido muito tempo pela zona da pedreira enquanto o resto do pessoal treinava no duro, depois de descer a pedreira, seguiu-se a saibreira, subida à Snra da Paz, Abelheira, Tanques da água e monte de Faro

Fica antes: “uma pedra no capacete”, porque foi assim que estes onze começarão o treino:

Ivo, Berto, Milo, Rui, Futre, Narciso, Nelson, César, Bruno, Tóze e Pedro

Ps: falta o resto do vídeo e fotos, que, como é costume ficam na máquina. Berto!!! Ainda estou à espera das fotos de Viana

3 comentários leave one →
  1. Milo permalink
    Quinta-feira, Março 1, 2012 0:21

    Boa Narciso!
    A observação foi excelente.Eu foi um dos que por momentos me deixei levar pela vontade de fazer km`s, esquecendo o espirito de camaradagem e mesmo os colegas que andavam com nós só com o espirito de diversão.
    Só a meio da manhã me apercebi do erro que estáva a cometer, e que para treinar mais um pouco não precisava de fazer pressão sobre os colegas, e então comecei a subir mais rápido acabando por fazer um treino Q.B.
    Os dias de treino normais como Quinta feira e Domingo devem ser respeitados, como momentos de lazer e diversão e puro convivio em natureza.Os que querem obter melhores resultados em provas podem e devem treinar em outros dias de semana.
    O espirito de grupo é aquilo que nos mantem unidos!Já não me lembro da minha melhor prestação em prova, mas lembro-me de todos os momentos bem passados com este bando de malucos.

    Gostar

  2. Francisco permalink
    Quinta-feira, Março 1, 2012 12:58

    Isto é mesmo assim, um bom navio não leva o rumo certo sem o comandante.
    Não desfazendo o orgulho de ser DDR e que cada um incute este grupo será sempre unido e sempre com os seus picadores, mas lá vai um dia emque o Chefe falta aos treinos e quem fica a comandar?….todos.
    Isto não é assim quando eu estiver de serviço e falte ao treino e o chefe falte, o membro mais antigo do grupo toma o comando, ora decide para onde vai o resto do grupo e mais nada.
    Havendo desrespeito no proximo treino tem de encostar ao pinheiro e lá vai o Urso, muito cuidado.
    Sem ferir ninguem com os seus actos, os nossos treinos são para manter sempre treinos à DDR como todos sabem, e como já foi dito por outros elementos, outros treinos fora da 5ª ou domingo só faz bem e mantem o pessoal em boa forma.
    Boas pedaladas a todos, saudações Dedeérrimas.

    Gostar

    • Milo permalink
      Sexta-feira, Março 2, 2012 11:23

      Bem dito Sr.Francisco!
      Mas se chegar algum dia a minha vez de mandar, tem de passar à frente não gosto de chefiar e tambem nunca sei onde ando,ainda terminavamos o dia em cima de algum monte ou a dormir na casota de algum rafeiro, como quase aconteceu na ida a Santiago no caminho Françês.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: