Skip to content

Snra da Guia…S.Luzia

Segunda-feira, Março 12, 2012

Snra do Minho…S.Luzia

Hoje em dia temos de estar muito atentos. Anda por aí  muita gente a enganar pessoas honestas como nós que gostamos de dar umas marteladas pedaladas. Copia-se tudo: copias de modelos de roupas, carros, motos. Há gente capaz de copiar na perfeição quadros de pintores famosos, que só se dá pela marosca depois de muitas análises por especialistas experientes; depois há os que por causa da crise da falta de carcanhol, se dedicam a copiar  notas de euros e dólares só para falar nestas. Há ainda aquelas cópias de mulheres – não confundir com o Juju, pois é uma imitação rasca -, a cópia da lady Castelo Branco é uma boa cópia de fêmea, que, só indo ao fundo da questão, é que se reconhecerá o defeito. Ovelhas e bois, pelos menos estes já foram clonados, mesmo assim não deixam de ser cópias. Enfim não há impossíveis no mundo do copianço por mais sofisticado que seja o “artigo”, tudo serve para enganar as pessoas de bem como nós ddr`s

Todo esta paleio bem a propósito de alguém dos ddr, que tentou enganar-nos: primeiro verbalmente depois através deste blog,  que o treino de hoje seria na Snra do Minho. Todos acreditaram, que hoje íamos dar ao pedal para o tal monte e divididos pelos transportes apanhamos a A28

ATENÇÃO: AMANHÃ DIA 11 O TREINO COMEÇA ÀS 08H30 NO RAFAS DESTINO: SNRA DO MINHO

Quando chegamos ao local do inicio da subida , ficamos baralhados, o monte parecia o de S.Luzia, em todas as suas características, com burros, torres eólicas e tudo !!! Chegamos mesmo a duvidar das nossas capacidades mentais “será que estamos malucos?”, é verdade que temos gajos assim mas todos? A igreja estava diferente  “devem ter feito obras ou foi promovida a mosteiro”  comentamos; até o parque de estacionamento era tal e qual o de Viana. Preparamos as mulas e o  Chico o GOPRO HD em cima do capacete,  para explorarmos em qual dos promontórios das senhoras estávamos, entretanto um grupo de bttistas aproximou-se de nós, com os nossos amigos Chico, Nuno e Juanito – que ainda recentemente nos deram o prazer de os acompanhar no célebre treino pela calçada romana onde muitos ddr malharam pontuaram -, que perguntaram de chofre: “então pela Snra do Minho?”, não tenho a certeza se foi assim a pergunta, mas sei que falaram na tal Senhora, o que nos deixou ainda mais baralhados e, lá prosseguiram na deles mas antes de se despedirem ainda  perguntaram pela saúde do pedaleiro da minha rica Coluer, que o energúmeno do Chico (ddr),  tão mal tratara nesse dia e hoje também quando por breves instantes me distraí e a rica foi  parar (mais uma vez), dentro do contentor do lixo – esta bike não tem sorte nenhuma. Desconfiados, qual seria o monte começamos a pedalar pelo pixe

Só  descobrimos que estávamos em S. Luzia  porque  faltava a tasca-do- alguidar-da-sabonária/champarrion. Foi assim que descobrimos  a careca ao estupor que tentou enganar-nos que estávamos na Snra do Minho. Olha se não estivessemos atentos a este pormenor, andavamos a apregoar que estivemos a treinar pelos regos de S.João da Montaria. Até com os montes nos tentam enganar

Quanto ao treino foi como o habitual: primeiro deixamos o Bruno para trás sozinho a contas com uma avaria na burra e sem sinal de telemóvel.

A corrente da minha rica partiu-se (tudo lhe acontece) e de imediato apareceu um auto-tanque dos bombeiros – acho que exageraram, bastava um carro mais pequeno.

Pneu furado e mais uma vez o bombeiro Bruno a resolver. Depois foram os tomatudos a dar show  a  descer os obstáculos downhill,  para logo de seguida  acontecer o destrambelhamento normal, um grupo composto por: Filipe, Chico; Berto, P.Fernandes e Tóze a pedalar atrás da lebre, obrigando o César a levar com os ramos das mimosas nas fuças pressionado para não se deixar apanhar pelos rafeiros atrás dele à espera que  caísse no track empedrado. O outro grupo fez o contrário: também por um belo trilho, o Milo, Futre, Narciso e Bruno sempre a pedalaram na frente para não serem apanhados pelo Manel que pachorrentamente tirava notas a locais ermos e com interesse para… quem sabe…um dia montar um negócio por aqueles lados  

One Comment leave one →
  1. Francisco permalink
    Domingo, Março 18, 2012 13:02

    Passeio fixe, fez-se poucos km, subiu-se pouco, desceu-se pouco, faltou algo para ser um treino à DDR. Mas em Sta. Luzia é mesmo assim, nunca dá para fazer muitos km. Depois um perde-se, outro rebenta a corrente, outro tem um furo, já não há bicicletas como a minha.
    Atenção pessoal deixo aqui uma dica para 5ª feira, o pessoal que esteja interessado em ir a Fátima este ano tem de dar o nome a confirmar, pois há muita coisa ainda para organizar como logistica.
    Não deixem prá ultima, até 5ª feira ( treino).

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: