Skip to content

…até aos Feitos

Quarta-feira, Julho 4, 2012

01 Julho 2012, de Apúlia até aos Feitos e depois terminar em grande na casa do ilustre ddr Futre

O Bruno, decerto contrariado por afazeres mais nobres de ultima hora, digo eu, não relatou, ainda, como combinado, as pantominas do ultimo domingo, sobretudo as da lagoa/poça de Gemeses e o Tóze recusou com medo de represálias, ceder o vídeo com o banho em pelote do Milo, sem que este se importa-se com a sua publicação (porquê?). Claro que a parra já estava preparada para tapar as poucas-vergonhas do Milo, não queríamos envergonhar ninguém, a que os sete ddr`s: Filipe, Milo Pinho, Futre, Narciso, César, Tóze e Bruno, assistiram indiferentes ao também indiferente Milo que se comprazeu regalado na água, enquanto outros entravam e saíam passado pouco tempo porque a água estava gelada
Assim vamos ter que nos contentar com este vídeo mais soft com linguagem hard 

Erro
Este vídeo não existe
, e, para contrariar a preguiça natural deste domingo à noite para continuar a escrever, publica-se um excelente artigo (na minha opinião), que descobri quando “folheava” as páginas do Google e, além de estar publicado em vários sites de btt e ser do conhecimento de muitos ddr`s, espero que seja útil a alguém que ainda desconhece os extraordinários benefícios do btt

SAÚDE NO BTT

 Basta 20 minutos mágicos

  Se andas de bicicleta por prazer, para estar em forma, para gozar da companhia dos amigos, para ter umas pernas musculadas, podes agora juntar mais uma razão de peso a todas as outras: a melhoria da saúde. Segundo um estudo conclusivo foi demonstrado que a prática deste desporto, tem enormes benefícios para a saúde. Se ainda não experimentastes “pedalar a sério”…esta é a altura de encaixar os pedais!
“Todos os que andam de bicicleta com regularidade poupam em consultas ao médico”. Esta é uma afirmação de Dr. Proböse, presidente do Centro de Saúde da Universidade Alemã do Desporto. “Muitas pessoas que sofrem de incómodos típicos, como dores de costas, aumento de peso ou doenças cardiovasculares, podiam gozar de muitos anos de boa saúde se usassem mais vezes a bicicleta”. E o médico dá ainda uma boa notícia para os que pensam que já estão velhos: ainda que se comece com uma idade avançada a fazer exercício regularmente, os resultados serão sempre visíveis em pouco tempo.”

O QUE FAZ A BICICLETA PELA SAÚDE?

Direto ao coração e sistema cardiovascular

Se passear de bicicleta de uma forma regular reduzirá imediatamente o risco de enfarte em 50%. Com o exercício do pedalar, o ritmo cardíaco aumenta e a pressão arterial diminui: o coração trabalha economizando. Vai reduzir o “mau” colesterol (LDL), de forma que os vasos sanguíneos terão menos possibilidades de calcificar-se e, por sua vez, aumentará o colesterol “bom” (o HDL). Os vasos sanguíneos permanecem flexíveis e saudáveis se movimentar as pernas todos os dias.
Para a máxima eficiência do exercício recomendamos que faças um trabalho de intervalos com mudanças de ritmos frequentes. É o tipo de treino que mais rapidamente tem efeitos na condição física. Aquece a um ritmo suave, com uma cadência de pedalar alta, alcance o ritmo de rodagem. Depois a cada 15 minutos, intercale aumentos de intensidade de 3 a 4 minutos de duração durante os quais a pulsação irá alterar-se consideravelmente (80 a 85% das pulsações máximas).

Compensa com alguns exercícios de abdominais, contraindo esta zona com as pernas flectidas cada vez que pedalar. Assim terás na bicicleta umas melhoras das atividades para os que sofrem dores de costas. Mas há que ter em atenção aposição que se adopta em cima do selim se tiver dores. Uma má postura pode ajudar a intensificar as dores na zona lombar, prejudicando ainda mais a saúde. Deve sentir-se bem em cima do selim, caso contrário poderá prejudicar a sua condição física.

ATACANDO PELAS COSTAS

Quando se adopta a postura ótima no selim, com o tronco ligeiramente inclinado para a frente, a musculatura das costas está sobre baixa tensão e vê-se obrigada a estabilizar o tronco. Muitas dores de costas provêm da inatividade, que reduz a alimentação dos discos invertebrados e estes, por sua vez, vão perdendo a capacidade de amortecer os impactos. Além disso, a falta de exercício faz com que a musculatura das costas se vá atrofiando, diminuindo consideravelmente a função de “mola”. Os movimentos regulares das pernas fortalecem a zona lombar, prevenindo o aparecimento de hérnias discais e mantendo a
coluna protegida por vibrações e pancadas. O ciclismo estimula os pequenos músculos das vértebras dorsais (muito difíceis de trabalhar noutro desporto), ao fazer constantemente que se comprimam e alonguem com o movimento do pedalar.

FAZ UMA SURPRESA ÀS SUAS RÓTULAS

A diferença para as atividades em que existe impacto no solo, como os saltos ou a corrida é que, em cima da bicicleta, as rótulas estão protegidas, pois 70 a 80% do peso do corpo exerce a força da gravidade sobre o selim. O impacto excessivo de alguns desportos diminui a ação líquido articular ou sinovial, uma substância muito viscosa que contribui para a lubrificação das articulações, facilitando os movimentos. A bicicleta será, para alguns casos, a melhor alternativa à corrida, com benefícios físicos muito similares e sem tanto desgaste articular.

Evita utilizar relações muito “pesadas” se queres conservar sãs as suas rótulas. Tenta que a cadência do pedalar não baixe as 70 rpm em nenhum momento. Conte uma volta desde que o pedal de um lado passe pelo mesmo sitio. Neste caso, as 70 rpm correspondem a 70 pedalas. Parece muito escrito em papel, mas descansa que, no terreno, é muito fácil atingir

EVITA INFEÇÕES E AFASTE O CANCRO

Cada vez que passeias de bicicleta, está a dar impulso à potência do sistema imunológico. As células “come-bactérias” do corpo, os fagócitos, mobilizam-se de forma imediata graças ao pedalar para aniquilar bactérias e células cancerígenas. Esta é a razão pela qual se recomenda andar de bicicleta a doentes cancerosos e seropositivos. O Dr. Pröbose realça os benefícios da bicicleta para pessoas que estão no meio de um processo canceroso: “É como se as células que se encarregam da defesa do corpo despertassem mediante o pedalar de uma prolongada letargia”.

Os esforços moderados reforçam o sistema imunitário, enquanto que os de intensidade máxima debilitam-no. Se estás exposto a fatores de risco (frio, pessoas infetadas, poucas horas de sono…), não executes trabalhos muito intensos, espera que as reservas de energia fiquem equilibradas para desenvolver este tipo de esforços.

DIZ ADEUS ÀS PREOCUPAÇÕES

O cérebro fica mais oxigenado, permitindo-lhe pensar melhor. O teu corpo segrega endorfinas, as hormonas que te fazem sentir melhor, o que pode tornar-se um vício (saudável de qualquer forma).
Está provado que aqueles que andam de bicicleta regularmente sofrem menos doenças do foro psicológico como depressões, por exemplo. Pedalar é um dos melhores anti-depressivos naturais que existem.

As endorfinas, também chamadas hormonas da felicidade, são geradas com a prática de exercício físico, de forma mais notável quando se passa mais de uma hora em cima da bicicleta. Assim, já sabes: põe o alarme do relógio para uma hora e não pares de pedalar até chegar aí.
Mas se não te sentires bem, evita ultrapassar os limites já que provocará o efeito contrário no organismo.

One Comment leave one →
  1. Bruno permalink
    Quarta-feira, Julho 4, 2012 22:07

    boas noites rapaziada, por falta minha a crónica ainda não está aí, mas o trabalho não me deixa escrever mais rápido, amanha sem falta já têm muito para ler…grande abraço

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: