Skip to content

Diversões

Segunda-feira, Abril 8, 2013

por: Filipe Correia

submtido em 10/04/2013  20:08

“É certo e sabido, que como elemento ativo do grupo e também pelo gosto assumido que tenho pela leitura, sou um leitor assíduo de todos os textos deste espaço D.D.R.
Contudo confesso que hoje a escrita me ficou um pouco ao lado, não porque não tenha qualidade de excelência de todas as outras Mas pela brutalidade que está implícita no vídeo anexado à mesma. Como é possível, que aquelas pessoas se possam divertir a disparar armas, que tem um poder de destruição tremendo, porque eu conheço algumas por força da minha passagem pelo serviço militar. Custa-me entender que aquilo possa ser um programa familiar e então aquela imagem do pai a incutir no miúdo o gosto por empunhar e disparar uma arma, com poder de fogo, da mesma é de bradar aos céus.
Ainda por cima, dá para perceber que a maioria daquelas pessoas, não têm qualquer formação a manejar aquele tipo de armas, a única explicação é que estes tipos são descendentes dos cowboys do faroeste Americano, mas isso foi à centenas de anos e pelos vistos não evoluíram nada.
Qualquer um deles poderia provocar um acidente a qualquer momento, mas enfim, eles é que são os inteligentes, eu ao ver isto prefiro ser como o grande Scolari “e o burro sou eu”. Bem não bato mais no ceguinho, ficou mais um treino agradável e desta vez para além de melhorar a minha condição física e boa disposição, ainda ganhei dois pessegueiros. Um abraço a todos os ddr em particular, mas muito em especial aos imigrantes, Espanhol, César e Carlos que andam lá fora a internacionalizar a nossa marca.”

Diversões

Os portugueses andam tristonhos com o estado da Nação, com quem nos governa, com os prognósticos catastróficos dos comentadores políticos sobre o futuro – nunca houve tantos arautos da desgraça por metro quadrado como agora – Já toda a gente percebeu que os políticos, quer de direita, centro ou esquerda, em vez de defenderem os interesses do país,  digladiam-se em guerrinhas partidárias nas suas quintinhas a venderem demagogia barata para anestesiar o povo farto de golpes recessivos e outras artimanhas. Sempre fomos mal governados, basta ler a história, para compreender que ao longo dos séculos, temos sido um povo queixoso, que não se governa nem deixa governar, somos assim e assim seremos eternamente

Então, já que é a nossa sina viver neste estado periclitante, no fio da navalha com a falta de dinheiro permanente, deixemos de acreditar na eficácia dos lamentos, lutemos pelo que acharmos justo e divirtamo-nos com o que nos dá prazer

Antes de prosseguir, demos os parabens aos dois representantes dos ddr, no Raid do Facho: aos irmãos Diogo e Paulo  Fernandes. O Diogo então, está um campeão tem estado imparável. Parabens

Há coisa de uma semana, recebi um vídeo curioso que achei por bem partilhar, para mostrar aos ddr´s, as diferenças entre o desporto que gostamos de praticar num país atrasado (?) como o nosso e um dos desportos favorito das famílias Americanas, um país dos mais avançados (?) do mundo

Enquanto nós nos divertimos a montar bicicletas btt, andar por ai a subir e a descer montes por  caminhos e carreiros em mau estado, com muita lama e água, à chuva como aconteceu hoje com os nove: Filipe, Chico, Milo Pinho, Paulo Pinho, Berto, Milo, Futre, Narciso e Seara   em mais uma inspecção da terceira parte do percurso maluco do LG. Enquanto nos divertimos a ver o Paulo a esparrinhar-se na lama depois de enterrar a roda da frente da burra, com o Seara a passar-lhe por cima – ficando com o equipamento igual ao outro Paulo nos Caminhos de Santiago, lembram-se? – e continuamos a divertir quando uns metros mais à frente, o big Mailo, repete a cena, mas sem direito a extras porque não deu tempo a que alguém o passasse a ferro, e, depois, na volta escalamos o café Sport em Fão do nosso amigo Luís Mota, para a cervejinha compensadora do esforço, na esplanada da rua, à chuva e terminamos com a chegada a casa tarde e a más horas molhados que nem pintainhos.

Os Americanos divertem-se em família; miúdos, graúdos, pais, avós e respeitosas donas de casa, reúnem-se em campos de tiro para disparar canhotas de toda a qualidade e feitio. No vídeo é comovente ver uma senhora aos pulos como se lhe tivesse saído a sorte grande depois de disparar duas canhotas à rambo e um miúdo ainda com cheiro a leite, a divertir-se aos tiros com uma metralhadora ao colo do pai

Cada um diverte-se como quer, mas depois de ver este vídeo compreendemos melhor porque tem havido tantos assassinatos nas escolas americanas

Afinal qual é o país atrasado?

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: