Skip to content

A queda de cada um

Terça-feira, Junho 4, 2013

A queda de cada um

 Costuma-se dizer que, para fazer certas habilidades, é preciso ter jeito, ter o dom, ter queda: se eu quiser ser um jogador de futebol, não adianta treinar afincadamente se não tiver arte para tirar a bola ao adversário ou finta-lo em dribles sucessivos. Por muita força de vontade que tenha, se não tiver apetência para fazer da xinxa gato-sapato, bem posso tirar o cavalinho da chuva porque nunca serei um futebolista – tal como aqueles pais que olham embebecidos para o esforço do pimpolho a dar os primeiros pontapés na bola e logo a conjurar que estão em presença de um futuro  Cristiano Ronaldo em potência e mais tarde resignam-se por o fedelho já matulote ser um razoável apanha-bolas -, o mais que conseguirei é acertar nas canelas do adversário, se ele se deixar distrair, sujeitando-me a levar dois murros nas trombas que é para aprender. Na melhor das hipóteses se treinar muito talvez consiga naqueles jogos de praia, acertar de vez em quando na pelota, porque esta não corre ou corre pouco e a areia facilita a pontaria.

Nunca teria queda para ser um xapiscador de paredes, se inssistisse numa colher de sopa para o xapiscanço em vez da colher de trolha.

Da mesma maneira que a minha pretensão a político – caso fosse esse o meu desejo -, nunca se concretizaria se eu não tivesse queda para enganar o povo. Sem este dom, nunca seria um político a sério como os que estão na assembleia da república a governar-nos.

Poderemos ser capazes doutras proezas: comer um leitão, duas dúzias de ovos cozidos, três bolas de queijo e beber cinco litros de cerveja em três minutos, bom…, neste caso não é bem ter habilidade natural, é mais estupidez natural, ser burro e o idiota alarve mais perfeito do universo.

Para nos superarmos no meio dos nossos pares, se não tivermos queda para a coisa (não confundir com outras quedas), bem podemos continuar a bater no ceguinho, com treinos metódicos e outros métodos que tais, os brilharetes acrobáticos estarão  sempre vedados.

Esta introdução bem a propósito de nós ddr sermos um grupo multifacetado, ou antes multiquedas

Por exemplo: O chefe, tem queda para descer escadas em cima da burra. Ainda hoje, deu provas dessa tendência amalucada ao descer o escadório (50 degraus?) da capela de S.Lourenço; o Tóze bem tentou imita-lo mas o mais que conseguiu foi descer o último lanço e chegar ao fim com o pneu de trás a fumegar e a exclamar ”ai siiinhor, foi por pouco”; mas para sacar (para quem não sabe, pedalar com a roda da frente levantada), tem queda, ninguém o fode. O Tóze, é os às dos ases da sacanagem.

O Nelson, pelo contrário não tem queda para sacar, ou antes: tem queda mas é depois e, embora seja desprovido do dom da sacanice, não deixa de ser um dom ter coragem para consentir que a Cube o monte de rodas para o ar

Eu, por exemplo, não tenho jeito nenhum para esses malabarismos circenses das escadas ou da sacanagem , mas reconheço que tenho queda para as quedas e costumo dar umas boas cabeçadas, às vezes tenho sorte e acerto numa parede de terra em vez de pedra e hoje foi um desses dias ao fazer uma curva.

Quanto ao Bruno, ninguém me tira da cabeça, que a profissão dele foi um erro de casting. Com a queda que tem pela água, o seu habitat natural seria viver comós leões-marinho: ora dentro, ora fora da água. Não compreendemos, todos nós ddr, que uma pessoa com propensão pelo meio aquático, ao ponto de se desmanchar ao saltar para a água, como hoje na azenha do Minante, não esteja no aquário Vasco da Gama ou num meio mais sofisticado como a Marinha, eh,eh

De resto, o Ivo continua com queda pelas Cannondale, hoje foi a vez de estrear mais uma burra cheia de curvas novinha em folha;

O Milo com queda para correr picado, qual rafeiro, atrás do pelotão da frente;

O Seara, com queda para a sonolência;

O Diogo, com queda pelo pódio;

E o Futre com queda, para gozar com as quedas dêdêrrianas;

É assim este grupo, cada um com a sua tendência natural, ou pancada natural, como quiserem, sempre prontos para entrar em cena no palco deste país das maravilhas

PS: Hoje tivemos a companhia do César, esse grande ddr, de volta ao reino da rafeirada, para passar uns dias de férias. Benvindo companheiro e contamos contigo para os próximos treinos

Algumas fotos do Tóze, sobre o intervalo do treino, com especial relevância para o mergulho do Bruno e a nova avioneta do Ivo:

4 comentários leave one →
  1. Bruno Monte permalink
    Terça-feira, Junho 4, 2013 1:05

    camaradas e amigos, por vezes a vida tem destas coisas…e desmontar me às peças não estava nos planos mas…aconteceu…
    mesmo assim prefiro que estas coisas aconteçam a andar sempre com medo e não aproveitar os belos prazeres que melhor dom nos pode trazer, a “VIDA”.
    agora pelas mais recentes novidades após consultar o mecânico das articulação foi-me lida a sentença que transitou em julgado, infelizmente, e serão 2 duros meses sem me sentar na minha “american beauty”. É triste mas como tenho sempre pensamento positivo, vejamos, podia ser pior e o melhor é que a burra não sofreu um risco…
    espero que este episodio não afete ninguém, daí espero que continuem a ir ao Neiva e saltarem e saltarem…etc…e claro o fazerem em minha honra 😀 daí desafio tudo e todos a saltarem todos e com direito a foto para o blog… grande abraço a todos e muito obrigado pelo apoio e pela preocupação.

    Gostar

  2. Bruno Monte permalink
    Terça-feira, Junho 4, 2013 16:38

    PS:. no que respeita à parte da água, é verdade, tudo o que meta água é do meu inteiro interesse, mesmo aqueles locais em que me desmonto às peças… 😀

    Gostar

    • Terça-feira, Junho 4, 2013 20:49

      Oi Bruno, é um prazer ler que estás em forma….vá lá meia-forma, e com fair play para os dichotes do blog. Dois meses em obras, realmente é muito, mas pronto, o que interessa é que fiques num brinquinho e está prometido o mergulho para a próxima. Rápidas melhoras

      Gostar

  3. Milo permalink
    Quarta-feira, Junho 5, 2013 7:24

    Assim mesmo Bruno!
    Gosto da forma como encaras a vida.Uma vida sem algum risco é como um jardim sem flôres.As melhoras para ti e um abraço!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: