Pensamentos cruzados

Pensamentos cruzados

Confesso que não sou grande fã do facebook. Aquela coisa de alguém pedir para ser meu amigo sem o conhecer de lado nenhum; a forma fácil e gratuita como alguém expõe a sua vida privada a desconhecidos e a obsessão pela caça ao “like”, sem qualquer critério, sempre me fizeram alguma confusão e, talvez seja por isso, que as redes sociais de menor dimensão vão ganhando os adeptos que antes tinham migrado para o  facebook

Seja como for, o facebook, continua na moda e a ser a maior rede social do mundo, onde se pode praticamente postar tudo, apesar dos seus defeitos e da vocação para a bisbilhotice, tem várias virtudes, entre as quais a de ficarmos a conhecer alguns pontos de vista interessantes e a forma de interagir dos nossos amigos (os verdadeiros).

Esporadicamente procuro as páginas do face, para obter alguma informação ou inteirar-me de certas situações, que não da vida privada de quem quer que seja e, por não ser utilizador assíduo teria passado ao lado o excelente artigo publicado um dia destes na página do nosso grande filosofo Milo, se não fosse o alerta de um ilustre ddr. De imediato o copiei, apesar de ser já do conhecimento de muita gente, não resisti a publica-lo:

03Hoje acordei feliz! Dei comigo a pensar que estava feliz, porque estava a ter pensamentos alegres e estes transformaram-se em emoções positivas, então cheguei à conclusão de que, se dominar-mos a nossa mente ou os nossos pensamentos, podemos estár num estado permanente de alegria. No entanto ande reparar que o que acontece é que a nossa mente nos domina e os pensamentos negativos e se sobrepõe aos posítivos e fogem ao nosso controlo, queremos parar de pensar neles e não conseguimos. Este saber abre uma janela na nossa consciencia, que nos permite inverter esta situação e ter novamente autonomia sobre os nossos pensamentos. Temo no entanto que isto seja lido por muitos e intendido por poucos, mas tambem a esperança que seja lido por poucos e percebido na totalidade para bem da humanidade.

                                                                                   Emílio Hipólito

Muito bem Milo, muito bem, este artigo é uma excelente terapia para a mente, o problema é a massa de que o ser humano é feito que não nos permite viver no estado nirvana(tranquilidade, paz e sabedoria). Com algum esforço podemos de facto domar a nossa mente, mas só o conseguiremos por breves momentos, o pensamento positivo permanente, na realidade é uma utopia e, aquela coisa de viver feliz para sempre, enquanto o ser humano continuar a ser feito da mesma matéria dos primórdios, só acontecerá nas histórias da carochinha, ou então sinteticamente com psicotrópicos mas aí seria batota…mas, o que raio estou para aqui a escrever? Desculpa lá a minha divagação Mailo, o texto é bom, tens é de continuar a escrever mais amiúde, mas o que eu queria perguntar-te era: quando acordas-te, estavas feliz por não ires treinar com os ddr`s, para a pista de Creixomil e safares-te de trambolhões, ou emocionado e feliz por ires caçar? Ou ambas as coisas?

Os ddr: Filipe, Chico, E Pinho, P Pinho, Ivo, Futre, Narciso, Nelson, Seara

Classificação BTT Curvos 2013

Parabens aos irmãos Paulo e Diogo, pelo excelente resultado no BTT de Curvos

Se alguém estiver interessado, aqui fica a : Classificação do 10º XCO de Creixomil