Skip to content

Para descontrair

Domingo, Outubro 26, 2014

Para descontrair
Depois do meu treino hoje!!!, Sim, é verdade, ao fim de dois meses, fui fazer um treino a sério, porque dia 28 vou iniciar uma maratona que, segundo o promotor do evento, o IPO, terá um traçado difícil com obstáculos complicados e, como estou determinado a vence-los com a ajuda preciosa dos muitos apoiantes que tenho tido, não os quero defraudar e tudo farei para terminar a maratona mais importante da minha vida. Por isso hoje de manhã, fui tratar de me manter em forma, no fim contava encontrar-me com o resto da cambada nos locais possíveis do costume. Não encontrei ninguém e, ter deixado o telemóvel em casa não ajudou e a localização da rafeirada tornou-se mais difícil. Assim às 13h00 dei por terminada a busca e regressei ao ponto da partida.
O resto do dia foi calmo, diria até, anormalmente calmo, talvez por estar sob a influência e a poucas horas do inicio da maratona. Passei o resto da tarde num dia esplêndido, em frente ao mar e estava tão bem e tão bem acompanhado que, por lá ficamos até desaparecer mais um maravilhoso pôr do sol que só a praia de Apulia tem o privilégio de proporcionar. E como foi um dia descontraído, para descontrair ainda mais, aqui fica uma série de gafes da justiça portuguesa que fui buscar à minha arca de arquivos deprimentes, insólitos e divertidos. Descobri estes tesourinhos retiradas do livro “Desordem no tribunal”. São coisas que as pessoas realmente disseram e que foram transcritas textualmente pelos taquígrafos que tiveram de permanecer calmos enquanto estes diálogos anedóticos aconteciam à sua frente:
Advogado : Qual é a data do seu aniversário?
Testemunha: 15 de Julho.
Advogado : Que ano?
Testemunha: Todos os anos.
______________________________________________

Advogado : Essa doença, a miastenia gravis, afecta a sua memória?
Testemunha: Sim.
Advogado : E de que modo ela afecta a sua memória?
Testemunha: Eu esqueço-me das coisas.
Advogado : Esquece… Pode nos dar um exemplo de algo que você tenha esquecido?
__________________

Advogado : Que idade tem o seu filho?
Testemunha: 38 ou 35, não me lembro.
Advogado : Há quanto tempo ele mora com você?
Testemunha: Há 45 anos.
_____________________________________________

Advogado : Qual foi a primeira coisa que o seu marido disse quando acordou aquela manhã?
Testemunha: Ele disse, ‘Onde estou, Berta?’
Advogado : E por que é que se aborreceu?
Testemunha: O meu nome é Célia.
______________________________________________

Advogado : Diga-me, doutor… não é verdade que, ao morrer no sono, a pessoa só saberá que morreu na manhã seguinte?
_____________________________________________

Advogado : O seu filho mais novo, o de 20 anos…
Testemunha: Sim.
Advogado : Que idade é que ele tem?
______________________________________________

Advogado : Sobre esta foto sua…o senhor estava presente quando ela foi tirada?
_____________________________________________

Advogado : Então, a data de concepção do seu bebé foi 8 de Agosto?
Testemunha: Sim, foi.
Advogado : E o que é que estava a fazer nesse dia?
_____________________________________________

Advogado : Ela tinha 3 filhos, certo?
Testemunha: Certo.
Advogado : Quantos meninos?
Testemunha: Nenhum.
Advogado : E quantas eram meninas?
______________________________________________

Advogado : Sr. Marcos, por que acabou o seu primeiro casamento?
Testemunha: Por morte do cônjuge.
Advogado : E por morte de que cônjuge ele acabou?
_______________________________________________

Advogado : Poderia descrever o suspeito?
Testemunha: Ele tinha estatura mediana e usava barba.
Advogado : E era um homem ou uma mulher?
____________________________________________

Advogado : Doutor, quantas autópsias já realizou em pessoas mortas?
Testemunha: Todas as autópsias que fiz foram em pessoas mortas…
______________________________________________

Advogado : Aqui no tribunal, para cada pergunta que eu lhe fizer, a sua resposta
deve ser oral, está bem? Que escola frequenta?
Testemunha: Oral.
____________________________________________

Advogado : Doutor, o senhor lembra-se da hora em que começou a examinar o corpo da vítima?
Testemunha: Sim, a autópsia começou às 20:30 h.
Advogado : E o sr. Décio já estava morto a essa hora?
Testemunha: Não… Ele estava sentado na maca, questionando-se por que razão eu estava a fazer-lhe aquela autópsia.
___________________________________________

Advogado : O senhor está qualificado para nos fornecer uma amostra de urina?
_____________________________________________

 Esta é a melhor!

Advogado: Doutor, antes de fazer a autópsia, o senhor verificou o pulso da vítima?
Testemunha: Não.
Advogado: O senhor verificou a pressão arterial?
Testemunha: Não.
Advogado: O senhor verificou a respiração?
Testemunha: Não.
Advogado: Então, é possível que a vítima estivesse viva quando a autópsia começou?
Testemunha: Não.
Advogado: Como é que o senhor pode ter a certeza?
Testemunha: Porque o cérebro do paciente estava num jarro sobre a mesa.
Advogado: Mas ele poderia estar vivo mesmo assim?
Testemunha: Sim, é possível que ele estivesse vivo e a tirar o curso de Direito em algum lugar!!!

Divirtam-se!!!

Grande este

5 comentários leave one →
  1. carlos permalink
    Domingo, Outubro 26, 2014 22:01

    Essa maratora sera ganha Narciso!um grande abraço daki da frança!!!!!

    Gostar

  2. Domingo, Outubro 26, 2014 22:09

    Estamos contigo…
    Força dos BICIADUS…

    Gostar

  3. Emilio Hipolito permalink
    Segunda-feira, Outubro 27, 2014 11:26

    Só tu para me fazeres rir numa segunda de manhã, tu és de mais..! Aquela ultima do advogado ri a bom rir.
    Na quinta esqueci-me de te agradecer o bolo de aniversário, és um rapaz sempre atento aos pormenores, mas é nos pormenores que está a diferença, por isso obrigado.
    Quanto a maratona que te espera, tens tudo para a superar, boa disposição, alegria,enfim os ingredientes necessários. Por fora tens toda a gente a apoiar, sente que estamos sempre do teu lado mesmo quando não for possível fisicamente e qualquer coisa que precises é só dizer. Abraço companheiro!

    Gostar

    • Fernanda Loureiro permalink
      Segunda-feira, Outubro 27, 2014 20:45

      Serás o vencedor dessa maratona.Com algumas maluqueiras pelo meio.Estamos todos apoiar-te

      Gostar

  4. Francisco permalink
    Segunda-feira, Outubro 27, 2014 21:06

    Os DDR estão e sempre estiveram contigo em todos os momentos e juntos vamos superar e ganhar esta maratona .
    Grande amigo, cá esperamos por ti para nos divertir-mos à DDR. Um graaaaaande abraço.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: