Skip to content

1ª etapa

Domingo, Novembro 2, 2014

1ª etapa

Ola pessoal a minha semana foi do caraças, como sabem estou  a participar numa maratona extreme de varios dias, desde o dia 27 e até tem sido porreiro, bem…não exageremos. O primeiro dia foi de concentração e distribuir os alojamentos e dorsais aos atletas a mim calhou-me o 917 e juntaram-me ao 918 um tipo a qem lhe sacaram metade dum pulmão e pedia cigarros a toda a gente, até à Joana de Valbom diligente auxiliar, que mesmo sendo sua conhecida, não lhe deu nenhuma abébia. Bem, pensei cá comigo “quem esta habituado à cambada, é sò mais um, portanto estou em casa”

IMG_20141102_164848390No dia da corrida, 28, incentivado pelos meus amigos e familiares,com tanto apoio de qualidade tinha que fazer boa figura, emocionado arranquei nas calmas e cheio de larica. Às 16h30 surge o primeiro controle num local  onde se situava o ponto mais temido da prova, com muita gente vestida de azul e mascaras brancas a tapar boca e nariz. Demorou 3h30 a ultrapassar o obstáculo e, se querem que vos conte não custou nada, nadinha, como diz o nosso amigo Pedro dos Diabos da Tansmania foi piece a cake mas, os senhores da organização altamente competentes, baralharam-me os neurónios de tal maneira que no fim não sabia onde raio estava metido, tal como daquela vez na descida ao sarrabulho quando o flavio também sobre o efeito da anestesia caiu no meio do mato e começou a subir e vez de descer. A coisa tornou-se complicada e confusa durante umas horecas mas com a ajuda da organização e dos meus familiares que não arredaram pé, terminei a etapa mais dura da minha vida, bem classificado.

Os dias seguintes tem sido menos complicados mas com muitos controles, quase de hora a hora e os reforços alimentares fraquitos embora ontem a coisa melhorasse um pouco e deram umas sopitas para alegrar cá o pichas mas continuam insuficientes

Antes de terminar quero pedir desculpa à D.Eulália Hipolito porque não consegui que os seguranças impedissem que alguns elementos da cambada entrassem no edificio sede da prova.

PS: o meu amigo 918, o que lhe retiraram meio pulmão, desistiu ao fim de 19 dias e foi-se embora prometendo-me com ar de gozo que a primeira coisa que iria fazer quando chegasse à rua seria, beber uma cerveja, comer umas bifanas, beber um café e…fumar umas boas cigarradas. Para quem acabou há poucos dias de ficar sem metade dum pulmão não está mal, não senhor.

Obrigado mais uma vez a toda a gente que me tem apoiado. Tem sido precioso e e importante para mim. Obrigado a todos

2 comentários leave one →
  1. Bruno Monte permalink
    Domingo, Novembro 2, 2014 23:45

    Essa Corrida vai terminar com um pódio 😀 e claro toda a cambada DDR estará lá para aplaudir e tirar uma foto…lol 😀 Grande Abraço, força 😀

    Gostar

  2. Eulália permalink
    Segunda-feira, Novembro 3, 2014 16:17

    ola Narciso, pois ja vi que alguns rafeiros te foram visitar,mas enquanto forem dois a dois ou um sozinho nao vais ter problemas pois eles portam-se bem ,Dramatico vai ser se eles se lembram de ir um domingo no fim do treino todos de amarelo e poem esse hospital num pandemonio««estou mesmo a ver um abre-te o soro outro fecha o soro um mete a mao ao bolso ja tem la uma seringa a enfermeira que passar por la ja leva uma camara de ar no bolso da bata….pois se um dia isso acontece mais te vale fugir do hospital.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: