Tem a palavra o Chefe


Chefe

O chefe

DDR`s carissimos e dignissimos e outras palavras terminadas em issimo, é com enorme satisfação que mais uma vez  me dirijo às massas rafeirantes para fazer o nosso habitual balancete (espécie), do ano que ora está prestes a terminar.

Deveria ter feito esta faladura convosco, no sábado aquando do nosso jantar que, como sabeis foi bem animado ou não tivessemos o nosso grande artistaTozé homem valente a desafiar o artista das feiras, qual David contra Golias, a cantar ao desafio como gente grande e até fez uma bela quadra  dedicada ao Virgilio.

Antes de prosseguir quero saudar os nossos ddr emigrantes, Carlos Figueiredo, César Nogueira, Adélio Costa, Virgilio Souto, que mais uma vez nos deram a alegria da suas presenças, é sempre bom ver esta quadrilha de pesos pesados junta, sinal de vitalidade do grupo

Este ano embora não divergisse muito dos anteriores, houve no entanto alguns aspetos mais positivos e compensadores que o ano passado. Continumos com os nossos habituais treinos oficiais das quintas e domingos, que foram umas vezes mais concorridos outras menos, depedendo  da disposição do rafeiro no momento. Continuamos irreverentes, a reinar, a discutir quando é preciso e, a acima de tudo a divertirmo-nos pois isso é a base da nossa longevidade e camaradagem ao fim de tantos anos juntos e, a prova disso é que o nosso grupo continua a crescer muito contribuindo em parte a forma sustentada como o fazemos, pois o segredo continua a ser uma boa pancada do candidato em que lhe damos a hipotese de evoluir connosco durante um ano para ver o que são pancadas a sério. Como vêem os que não conhecem os meandros do grupo, nós só contratarmos valores seguros e as ultimas aquisições provam isso mesmo

Divertimo-nos imenso nas provas em que participamos ao longo do ano, no entanto nunca descuramos, a parte “eu ando mais do que tu” e  esfarrapamo-nos todos por fazer boa figura durante a refrega e quando chegamos ao fim, depois do alívio da dureza, é tão boa a sensação de bem estar por termos participado., como dizia um amigo  Marinheiro “eu gosto de ir para o mar por causa da alegria da chegada”.

Revisitamos os nossos circuitos radicais de estimação, quem é que se vai esquecer da incursão à Sra do Minho deste ano? Da ida à Portela com nevoeiro cerrado e dos belos trambolhões que lá realizamos? Do foclore da Descida ao Sarrabulho?As incidências do Caminho de Santiago e do show em Ourense? Aquele treino em que descobrimos Peralhovixlandia? As proezas e as histórias dos nossos treinos de domingo sempre com bons protagonistas nos enredos.

Mais a sério, tivemos os nossos guerreiros que gostam  de andar nos limites e que tantas alegrias nos deram e dignificaram o grupo com as constantes idas ao podium ao longo do ano: o Paulo, o Seara, O Solinho este o benjamim do grupo recentemente empossado com o famoso diploma Duro De Roer, para se juntar a este trio maravilha só falta a total recuparação do Diogo que ao que parece está para breve.Temos outro guerreiro na forja, o Marco pois ficou demonstrado na ultima Rota dos Melões, que tem estofo de campeão é só ele querer.

Tivemos tambem muito trabalho e se nos trilhos das Masseiras foi o mesmo do costume, mas nos trilhos do Luso Galaico foi diferente, uns mais que outros, todos trabalhamos a sério, toda a gente esteve  empenhada mas no fim de tantas canseiras e noite sem dormir, foi reconfortante  ouvir os elogios pelo trabalho realizado  ter corrido na perfeição.

Em Julho estivemos tambem envolvidos com no nosso stand nas jornadas gastronomicas e, modéstia à parte foi um êxito de “bilheteira”, tal como o passeio de Pais Natal que recentemente se realizou  que tambem teve uma casa muito boa

Tivemos de facto os nossos momentos, bons momentos e tambem algumas chatices e discusões, porque se não as houvesse o grupo perderia piada e carisma. O resultado final ao fim deste ano é francamente positivo. P`ro ano faço votos que seja melhor ou pelo menos como este ano e vamos lá a ver se em 2015 teremos uma ddr feminina, pois eu acho que já merecemos. O Futre até já apalavrou uma vamos ver se com o seu dom persuasivo a convence.

Para terminar quero dar os parabens ao Solinho que apesar de andar connosco desde 27 Setembro 2013, a primeira vez, se ter tornado agora o membro efetivo mais novo dos “durosderoer”., bem vindo à rafeirolandia Solinho

Os parabens aos nossos ddr que tão bem nos representaram ao longo do ano: Paulo Fernandes, Tiago Seara e António Solinho

E os parabens a nós todos que tambem merecemos e vamos lá a ver se para o ano algumas promessas se irão concretizar, por ex: uns arrozes de pato, umas febras lá para os lados de Viatodos enfim há muitas promessas que não podem continuar a ser adiadas ad eternum porque a cambada esfaimada é capaz de tudo até de devorar os gajos das promessas não é Chico?

E agora a vozeirão do grande Nelson com o volume no máximo: “eeeeeee o que é que nós somos?”:  resposta da cambada toda desafinada: “durosderoer”

BOM ANO A TODOS

 

 

Passeio de Pais Natal 2014

por Filipe Correia

Como vem sendo hábito de uns anos para cá realizou-se este domingo o passeio de Pais Natal organizado pelos DDR BTT Apúlia.
O domingo acordou com um sol esplendoroso o que convidava a um bom passeio de bicicleta e perspetivava-se uma boa afluência das pessoas o que realmente aconteceu.
A festa começou logo quando o Chico montou a tabanca e começou a distribuir os fatos de pai natal. As pessoas iam-se equipando e colorindo a marginal de Apúlia com a cor característica do pai natal em frente ao edifício dos socorros a náufragos que gentilmente mas foi cedido o que desde já agradecemos. De vez em quando a festa tornava-se maior e o caso não era para menos quando chegava algum dos nossos emigrantes que entre cumprimentos e abraços lá se iam matando as saudades e comentando as aventuras dos DDR, que eles mesmo não estando presentes vão acompanhando ao longe através do nosso blogue.
Durante o percurso era evidente o clima de festa e notava-se a simpatia dos automobilistas associando-se à festa e o olhar cintilante das crianças que talvez tivessem ficado um pouco confusas porque com tanto pai natal talvez esperassem mais prendas.
Neste tipo de passeios normalmente não dá azo a que se façam destaques, mas se me permitem gostava de destacar dois por razões distintas: um foi o Sr. Tarrio que apesar da idade (70) e a pileca que montava tão curta que ao pedalar tocava com os joelhos no guiador, com uns empurrãozinhos, sacrifício e boa disposição lá chegou ao fim. Acabo de saber que ainda esta com o rabo de molho.
O outro destaque vai para a menina Irene Carvalho e porquê pensam vocês, pois eu digo-vos. Não é que ela gostou tanto do passeio que está seriamente entusiasmada a entrar para a recruta nos DDR. Por nunca termos um elemento feminino no grupo (também a fama que temos) pareceu-me merecer o destaque.
Infelizmente não podemos contar com a presença do nosso amigo Narciso que se encontra a fazer a mais longa e difícil maratona da sua vida (como ele próprio diz) mas como grande atleta que é vai vence-la com toda a certeza.
Um abraço para ele e com votos para que ele regresse o mais depressa possível pois estas coisas sem ele não tem a mesma graça.
Por ultimo e não menos importante aproveito para desejar um Feliz Natal a todos!!!

de “durosderoer”

Já lá vão oito anos que nós ddr, organizamos o primeiro passeio de Pais Natal, na altura fomos os pioneiros neste género de brincadeira para animar as freguesias do concelho vestidos com o fato do barbaças em bicicleta e, o êxito foi tão grande que hoje este divertimento está generalizado um pouco por todo o lado e ainda bem, quantos mais grupos aderirem a estas iniciativas nunca serão de mais para alegrar esta quadra festiva familiar
Pois bem, ontem decorreu mais um passeio de Pais Natal, organizado pelos ddr
Este ano tivemos o grato prazer de ter muitos participantes que se voluntariaram para vestir a fatiota vermelha e, entre crianças e adultos, transmitiram o espirito natalício pelas ruas das vilas de Apulia e Fão (o tempo não deu para ir a outras paragens). Foi uma tarde de salutar convívio, terminando o passeio no local da partida onde aguardava a comitiva para alegria da pequenada, o chefe dos Pais Natal um ancião barrigudo com uma barba respeitável em contraste com os seus sósias com barba à-passa-piolho, sentado na sua poltrona e um lanche para recuperar do esforço em frente ao mar
Os ddr`s agradecem a todos que nos deram a alegria da vossa presença. Obrigado e um BOM NATAL!

fotos de Francisco Gomes, Francisco Ferreira,Tozé e Rui Vinhas

 

 

Diversões dêdêrrianas

Diversões dêdêrrianas
Desde que foi descoberta uma nova rota para os treinos amalucados dos ddr`s, nas últimas semanas tem sido um fartote a cavalgar as mulas por esses trilhos, situados algures por aí num monte qualquer p`ros lados de Vila Chã e Belinho que comportam umas pedreiras providas com uns declives acentuados p`ro radicais, mesmo ao jeito para alimentar os instintos acrobáticos da cambada, sedenta de emoções fortes e aperfeiçoar a técnica de bem dominar as burras puro sangue e algumas pilecas da geração da minha “Coluas”, que neste momento continua coberta de teias de aranha, coitada.

Não sei se a panca granítica d`acambada por esta rota das pedras com um parque de diversões vai continuar ou já passou, pouco importa uma coisa ou outra, o essencial é a diversão e, apesar de alguns elementos menos afoitos por estas maluquices dêdêrrianas resingarem com os numeros artisticos do pedreiral a que foram sujeitos, o certo é que ficaram tão bem na fotografia como os mais destemidos.

Desconfio que a toléria por estas pedreiras vai continuar pelo menos de quando em quando, é que, entre outros dos locais de treino que os ddr adotaram, esta rota acalhauzada, proporciona muita adrenalina e diversão, só ao alcance de durosderoer de barba rija.

PS:Parabens aos ddr`s que tiveram a coragem de dar um malho. Foi de homem, só eu é que faria melhor
O vídeo do Francisco Ferreira (Chico):