Skip to content

Um dia normal

Segunda-feira, Fevereiro 23, 2015

Um dia normal
Nos ultimas semanas, os ddr`s tem andado por aí comó costume, ora na tourada a divertirem-se, um ilustre ddr até se deu ao luxo de mergulhar num charco de água só deixando o capacete de fora, antes tinha sido o Tozé a ensinar o Mota tambem na arte do mergulho, obrigando-o a trocar os sapatos de encaixe por umas sapatilhas onde cabiam os dois pés juntos para não congelar, ora a dar ao cabedal comó Seara no Open XCO da Maia onde ficou num honroso 12º da geral. Parabens grande Seara, assim como a classe operária a trabalhar nas afinações dos trilhos do Luso Galaico que, repito, mais que nunca todo o bettista que se prese não pode falhar a edição deste ano porque simplesmente vai ser uma prova de encher as medidas, pela beleza do percurso em qualquer das modalidades: maratona, meia maratona e extreme e, pela dureza para quem gosta deste handicap, para os menos preparados há sempre a meia e os aventureiros tem dois dias para a extreme.
Para o mundo dêdêrriano este fim de semana foi normal, senão vejamos: uma equipa de duros Filipe e Emílio Santos, foram os primeiros a picar o ponto às 07h00 para se juntarem à equipa, do Octávio, Luís e Paulo para derrubarem os muros ao longo de 70kms da maratona do LG. Às 08h00 outra equipa constituída pelos César Nogueira, sim o César esteve cá, infelizmente quando lerem isto, já regressou a França onde se encontra a vergar a mola e João Gabriel para participar no Trail da Franqueira e correram que se fartaram e como mosquitos, por vezes foi necessário socorreram-se de cordas para subirem até o monte. No final, um excelente 17º lugar do César que mais uma vez demonstrou que é tão bom na bike como a correr. Parabens grande César, um verdadeiro DURÁZIO.


Às 09h00 a restante rafeirada começou o treino oficial e a coisa correu tão bem que só andaram perdidos p`raí uma hora e o Nelson, o comandante da seita, não teve culpa porque alguém se lembrou de abater uns eucaliptos uns dias antes, com isso derrubando as referências gêpêssianas e a consequente desorientação do comandante, e tambem o derrube do Marco, felizmente que este não se magoou porque já está habituado.
Às 10h00 o Tozé com a bike do pixe foi p`ra Franqueira e foi a única claque que o pessoal do Trail conseguiu contratar para os apoiar.
E como um relógio Suiço, às 12h45 toda a gente: os men of bicycles: Filipe, Emílio Santos, Milo, Paulo Santos, Nelson (entretanto pirado), Tozé, Seara, Solinho, Marco e os traialistas: Cesar e João Gabriel e outro intruso à civil com um gorro na cabeça, lá estavam certinhos em roda da mesa da esplanada do Controverso, carregados de lama, com mazelas e alguns equipamentos rotos a atestar porque não ficaram em casa, enquanto a hidratação era feita, a descontrair e bem divertidos por nada ter acontecido.

E viva os ddr`s que se por portarem bem este fim de semana tiveram direito a dois pares de meias amarelinhas muito bonitas.
PS: para quando o regresso do Paulo Fernandes? Esperamos que breve para o grupo não ficar manco.

One Comment leave one →
  1. cesar nogueira permalink
    Segunda-feira, Fevereiro 23, 2015 22:20

    fins de semana a correr de bike etc o nosso grupo é grande um abraço

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: