Os ddr pelas Feiras Novas

Os ddr pelas Feiras Novas
A uma semana das grandes festas Limianas (11,12,13), que encerra o ciclo das romarias do Alto Minho, os ddr´s resolveram, à semelhança de outros anos, fazer o treininho deste domingo desde Darque até Ponte de Lima, pelas margens do rio Lima e, chegados à vila já se fazia notar o clima de festa que advirá daqui a uns dias, as famosas Feiras Novas, celebradas desde 1826, durante três dias, sempre no segundo fim de semana de Setembro, em honra da Sra das Dores que atraem milhares de forasteiros a Ponte de Lima.
As Feiras Novas como alguém escreveu: – é o povo com a sua alegria e espontaneidade, a sua forma de fazer e estar na festa, as rusgas e os cantares ao desafio, o folclore em qualquer canto da vila que transforma as Feiras Novas num monumento único e na romaria que é considerada o “maior congresso ao vivo da cultura popular em Portugal”.
Os ddr`s, deram uma volta pela vila observando todo o bulício das ruas e, como não podia deixar de acontecer, sempre que escalam Ponte de Lima e embora o tempo fosse escasso, ainda houve tempo para visitar a extrovertida tia Márcia da tasca das fodinhas antes de voltar novamente ao ponto de partida, a Darque. Foi um bom dia e um bom treino para descomprimir.