Skip to content

Ecos da semana

Segunda-feira, Dezembro 14, 2015

1.Emilio Santos, Tino, Milo, Futre, Narciso, Paulo Fernandes, Tozé e Seara, foram os protagonistas do treino de ontem. Começamos sobre a ameaça de chuva, felizmente não passou disso mesmo, ameaças.

Foi um treininho qb, que teve todos os ingredientes para as burras de montanha se comprazerem numas subiditas, descarregou-se a adrenalina pelos tracks das descidas e por singles fomos dar à azenha do Minante depois de termos atravessamos o rio Neiva por duas vezes.

Passamos o estradão da Malafaia e embrenhamo-nos novamente no single da margem esquerda a jusante do rio que termina em Antas e o regresso fez-se pela beira litoral com o vento de Sul a fustigar-nos a tromba, só paramos no Controverso em Apulia.

Um treino porreirinho, bem saboreado, sem percalços, mas sem a alegria dos… malhanços.Médio Transparente

2.No passado dia 11, realizou-se o habitual jantar de fim de ano, este ano mais cedo que o habitual por falta de datas disponíveis na ultima semana.

Infelizmente não podemos contar com a presença dos nossos ddr emigrantes, o que lamentamos e a quem enviamos uma forte saudação, assim como a outros ddr que por motivos profissionais também não puderam estar presentes.

Para esses aqui fica um resumo do que se passou:

O convívio decorreu nos moldes habituais, animado e, apesar do espaço ser acanhado para fazer, por ex. um espectáculo de striptease, como aquele em Covide há ano e meio, não foi empecilho para que o convívio se prolonga-se até às tantas da matina.

3.Conversou-se, reviveu-se em filme, graças à fértil videoteca do Tozé e Emílio Santos, as cenas (e houve tantas), mais marcantes dos últimos anos das andanças dêdêrrianas acompanhadas com a algazarra e as inevitáveis bocas a gozar com as desgraças e as façanhas, com mais aplausos para as primeiras, dos ddr que tiveram o azar ou sorte, de serem apanhados nas malhas dos paparazzi  do grupo. Tentou-se passar pela 1ª vez um celebre vídeo, mas o chavascal era tanto, que foi interrompido a meio. Cambada.

4.Com a turba bem animada, já passava da meia noite quando, como se impõe nesta gala de fim de ano, o chefe dirigiu umas palavras à plateia, com o ruido de fundo sem cessar por completo, leu uma resenha do que foram as atividades do grupo desde a sua fundação há 15 anos, findo o qual se discutiu o plano de atividades para o próximo ano e outros assuntos de interesse.

A este propósito dos assuntos que foram discutidos, quem quis expressou as suas opiniões e, talvez pelo melindre dos temas, os que usaram a palavra fizeram-no de forma apaixonada e emotiva, firmes na convicção das suas ideias o que só demonstra a vitalidade do grupo.

Certamente que as chefias saberão tirar as devidas ilações

5.E assim terminou, já madrugada dentro, o jantar de fim do ano, à moda dos ddr e, dado o adiantado do hora, uma falha indesculpável, faltou o grito tonitruante do nosso porta-voz, o Nelson, eeeeeeeee o que é que nós somos? Durosderoer.

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: