Avé Sé-zár!

Em muitas monarquias, “César”, era um titulo normalmente reservado para imperadores. Pronunciado Sé-zár, em português era pronunciado Cai-ssár

Até concordamos que César, antigamente começasse por se chamar Cai, quando naquele tempo começou a arranhar as primeiras pedaladas como recruta do reino dêdêrriano e caía com alguma frequência, a fonética do ssár (cessar?), é que não soa muito bem, mas até fazia algum sentido, Cai-s(e)sár, Cai César.

Bom deixemo-nos de tretas, o César de agora não tem nada de Cai e muito menos de ssár, a evolução foi notável, de recruta Cai, passou a César, imperador incontestado do reino dos durosderoer. Ontem (26), mais uma vez demonstrou isso mesmo e foi o único ddr dos 327 betêtistas que terminaram a mítica prova, que apesar da chuva e frio, de camisola e calções curtos, sem luvas, roeu a Isabelinha em Viatodos, terra do nosso saudoso e grande ddr Nelson Miranda, com todo o vigor e garra em menos de duas horas e meia. Noutras circunstâncias diríamos que foi um tempo modesto p`ras suas capacidades mas, se atendermos que na véspera fez dois mil kms, teve de pôr a escrita em dia, com todos os inconvenientes que isso sempre acarreta, mas quando não se sofre para chegar a determinado objetivo, de certa forma aquilo que se alcança perde o valor e não tem o mesmo sabor. O 31º lugar no final é uma classificação excelente, só ao alcance do César Augusto Nogueira, o mais raçudo dos ddr, que amanhã (28), volta a fazer mais dois mil kms e deixa um vazio no reino. Volta depressa campeão porque precisamos da tua determinação para incentivar as tropas. Até lá nós te saudamos, Avé Sé-zár

O Tiago Seara, equipado de verde, a defender outra equipa, ia passando despercebido, só por acaso é que reparamos que o dorsal 127 lhe pertencia (o assessor de imprensa funcionou mal, ao não informar as movimentações da equipa). Foi o 20º a roer a sempre dura Isabelinha. Parabens Seara.

Info

1.No sábado dia 12, com a camisola dos “Irmandade Bike Team” (que estranho), o Seara participou na Povoa de Varzim na 2ª de 6 provas XCO, do plano promoção btt. Parece que é sina o nº 4, pois voltou a ficar em 4º. Será por a camisola ser verde? Esperemos que não.

2.Ainda no sábado, foi dia de alguns ddr vespasiar com os seus amigos de Guimarães em mais um encontro anual, o 5º. Com as suas máquinas pintadas de  diversas cores, algumas com idade respeitável, animaram as ruas das vilas de Apulia e Fão e depois rumaram até S.Luzia. Vendo uma foto de um vespasiado com a cara cheia de lama, ficamos na duvida se subiram S. Luzia por trilhos enlameados, ou se quis imitar os malhos à ddr e caiu de fuças? Pois não nos parece que seja fumo de escape do parceiro da frente.

3.No domingo, enquanto um grupo constituído pelos Chico, André e Lamotte e companhia, preferiram as zirinhas do pixe e foram até Ponte de Lima, p`ros onze ddr: Filipe, Emilio, Paulo, Milo, Futre, Narciso, Tozé, Solinho, Marco, Agostinho e Luís, tudo pesos pesados foi um treino normal, só deu para partir um quadro d`uma burra que está visto não é p`ra duros, pois já é a terceira vez que com um solavancozeco mais violento esta alimária arria a giga. Cá para nós o estupor da burra preferiu fazer finca-pé e quebrou, quando se apercebeu que a manhã iria ser passada a chafurdar na lama. E assim o montador foi obrigado a voltar a casa em passo de corrida buscar a mula de substituição, para terminar a missão trilhos Luso Galaico.

O treino terminou da melhor maneira em casa do nosso Milo, que obsequiou os ddr com um retemperador suplemento mariscante pescado na véspera por ele e regado com uns…litrinhos de cerveja. Grande Milo, podes contar sempre connosco.

Fotos do Tozé e org Plano promoção:

 

 

Info

Se a Rota dos Moinhos foi dose, em Ponte de Lima a 3ª Maratona Limiana CXM a contar para o campeonato do Minho que se realizou no domingo dia 6, também foi, de resto outra coisa não seria de esperar de provas deste cariz.

Os ddr estiveram bem representados com oito elementos, divididos por vários escalões. O Tiago Seara, como grande campeão que é, fez uma prova notável e ficou a menos de dois minutos do pódio, mas as estrelas da companhia desta vez vão inteirinhas para os grandes Filipe e Milo, que conquistaram com todo o mérito, dois lugares no pódio o 2º e 3º e, se se não se tivesse distraído o 1º lugar seria do Filipe. No fim foi bonito ver dois ddr no pódio. Parabens campeões e parabens a todos os restantes ddr`s que mesmo com alguns azares – o Bruno e Agostinho foram forçados a desistir a meio da prova com as burras empenadas – o Tozé safou-se com a ajuda do Emílio Santos, reparou a corrente e juntos conseguiram chegar ao fim sem mais percalços, com prestações meritórias.

Parabéns também aos nossos amigos e conterrâneos Celestino Faria, 3º lugar do seu escalão na maratona dos federados; Eurico Cunha 6º e João Pedro Faria 24º na maratona dos não federados.