Skip to content

Como pular a cerca!

Domingo, Julho 31, 2016

Se tens problemas para descomplicar conversas, contar a tua vida desde pequenino, fazer confidências, cantar o fado, o vira dos sargaceiros d`Apulia, se te falta coragem para te declarares à tua gaja ou gajo de que estás perdidinho por ela ou por ele, nós queremos ajudar-te a desinibir-te, a dar-te coragem para realizares o teu desejo secreto de fazeres strip-tease em cima duma coluna de som num concerto do Quim Barreiros, mesmo que tenhas uma barriga de cerveja, vamos ajudar-te a libertar os diabinhos que tens em ti.

Ontem fizemos a experiência e é baseados nessa experiência desconcertante, que vamos revelar a poção mágica e acredita que funcionou:

Numa vasilha de barro ou inox, junta-se quatro colheres de sopa de mel, quatro paus de canela, cascas de um limão, grãos de café qb e para dar aquele saborzinho especial e aramatico, um litro e meio de aguardente de boa destilaria. Mistura-se tudo lentamente com uma colher de barro (porque não havia outra), acende-se um fosforo ou isqueiro e ateia-se o fogo ao preparado até fazer uma chama jeitosa – cuidado para não queimares os pêlos do braço porque o cheiro, semelhante a porco no espeto baralha as pupilas gustativas e lá se vai o doce sabor da queimada, o nome da receita – continua-se a mexer até apurar, até ficar no ponto, depois…depois com a tal colher de barro (porque não havia outra), distribui-se pelo povo das febras.

Atenção! Para que esta receita funcione a cem por cento, é vivamente aconselhável encher primeiro os tanques de lastro, na nossa experiência de ontem, com quarenta galifões oriundos de três aldeias, atulhamo-os de febras, barrigas, sardinhas e um bassote de cervejas, etc, etc,etc e ainda mais etc`s.

Ah! É muito importante escolher um local aprazível, mas sobretudo um bom guru para preparar a poção milagrosa e os grelhadosix nós escolhemos Criaz, e, tivemos a sorte de ver em ação o OtáviusSámix e FilipusTorrix a coadjuvarem o grande druida da aldeia  JoãoReikeimadix, o venerável guru das queimadas e com outras receitas na manga. Um êxito.

O resultado, foi uma segunda edição, com a mesma tiragem da primeira, mexida também com a colher de barro (porque não havia outra), estava mais apurada porque esta não teve o odor do cheiro a porco no espeto a atrofiar o delicioso aroma.

E se tiveres a sorte, como nós tivemos de juntares a isto tudo, dois fabulosos contadores de histórias comó Futrix e Tinuix, a barraca armada fica completa.

Pronto, aqui está a receita para te declarares e pulares a cerca e seres o maior da tua rua. Toca a encharcares-te em queimada!!!

Não tens nada que agradecer. Boas férias!!!

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: