O Chefe

Realizou-se na passado dia 28, o tradicional jantar de fim de ano dos Duros De Roer. Foi bonito pá,  ver tanta gente esfomeada, o maior ajuntamento de sempre do reino, o que não admira porque o grupo a cada ano tem vindo a crescer com a adesão de novos elementos,  sinal de que os ddr continuam, de boa saude e cheios de vitalidade.

O repasto decorreu calmo e animado, conversou-se de tudo e mais alguma coisa e desta vez ninguém tentou passar uma mesa de 1 metro de largura,  por uma porta de 50cm.

Um dos momentos altos do convivio, foi a entrega de diplomas a novos membros do grupo. Perante a assembleia atenta dos todos poderosos membros dos ddr, mais dois elementos foram diplomados;  o Martinho Ribeiro e Arsénio Almeida, que ao fim de largos meses a penar as arguras da recruta, receberam o tão almejado diploma “Duro De Roer” das mãos do chefe.

Bem vindos ao reino campeões.

 

 

Mensagem de Sua Ex o Chefe dos ddro-boss

Carríssimos duros de roer, só algumas palavras de circunstância como se impõe neste jantar de fim de ano:

1.Começemos por saudar a presença dos nossos ddr, César Nogueira, João da Silva e Hélder Santos, que mesmo longe do reino, como verdadeiros ddr`s, continuam a par das manobras da seita, dando-nos a satisfação das suas presenças quer nos treinos, ou nos nossos convívios, quando nos visitam.  

2.Pois é meus amigos, mais um ano está prestes a terminar, e as esperanças renovam-se para que o próximo ano seja melhor ou pelo menos igual a este.

No que concerne aos ddr, este ano não foi muito diferente dos anos anteriores, poderíamos até decalcar o que foi dito em 2015, pois vivemos de forma intensa as mesmas aventuras, as mesmas incidências surreais à ddr, andamos por aí, ao sabor da aventura, a pedalar, a correr ou até a andar de vespa e mota, por onde nos deu a real gana,  tudo com o mesmo objetivo: passarmos uns bons momentos e acima de tudo divertirmos-nos.

3.Nem tudo correu conforme a agendamento planeado no principio do ano, temos consciência que não somos um grupo certinho, longe disso, nem nunca o seremos, se fossemos nunca seriamos os durosderoer e, como respondeu um dia destes um ddr ao ser advertido por chegar tarde com o treino a decorrer “no dia em que houver regras a sério o grupo deixa de funcionar”.

Como chefe, não sei se a formula é esta para a longevidade do grupo, deixo a análise para vós, por mim, quero antes acreditar que o critério seguido ao longo dos anos, na escolha dos elementos que constituem o grupo, pelo seu carater irreverente e obstinado, com alguma dose de maluqueira à mistura para ultrapassar obstáculos que nem ao diabo lembra, muitos vezes premiados com um belo malhanço e as burras em fanicos, tem sido determinante para que ao fim de 16 anos continuemos a andar por aí com o mesmo entusiasmo de sempre a divertirmo-nos, porque é isso que sabemos fazer melhor, pois quem não domina a vida a sorrir, nunca conseguirá dominá-la

É o nosso ADN e não o vamos alterar nunca, somos mais que um grupo de bons rapazes que gosta do que fazem nos tempos livres, com necessidade de socializar, é isso que nos define, 

4.Para o próximo ano, não há previsões, pois as dos últimos anos tem saído sempre furadas e, tal como o caminho faz-se caminhando, participaremos decerto em algumas aventuras, aventurando-nos, faremos o que tem de ser feito, contudo temos algumas datas alinhavadas de que já tendes conhecimento, o resto logo se verá, navegaremos com terra à vista.

 5.Terminemos com um brinde aos novos elementos ddr e um grande brinde aos durosderoer depois do grito de ipiranga do nosso amigo Nelson..,

A todos, umas boas entradas

 Boas festas!

O Chefe Filipe Torres

 

Obs: receita anti-gripe:

Chá de limão c/ casca; gengibre fresco 4 rodelas c/grossura de um dedo; 3 paus de canela.

Deixar ferver 5 minutos e repousar 15 a 20, depois acrescentar mel e beber ao deitar.

Esta mezinha da minha avó, não resultou em mim, continuo com uma gripe do caraças.