Saltar para o conteúdo

Abraçados aos pinheiros

Quarta-feira, Fevereiro 27, 2019

No inicio eramos 9, dispostos a materializar no terreno a parte II do desenho pré estabelecido da maratona Luso Galaico.

Logo a começar, por força maior sofremos uma baixa, um ddr teve de dar a volta ao cavalo e regressar ladino ao ponto de partida e, em consequência o único aparelhometro GPS existente acompanhou-o, ficando assim o resto do maralhal à nora, privado das setinhas da pantalha para ter a certeza do rumo.

Sem as utilitárias coordenadas satélicas, prosseguimos a navegar por intuição, a farejar o terreno por onde irá passar a mítica maratona do “Encontro Luso Galaico”, uma das provas de btt mais antiga, senão a única do género mais antiga do país a acontecer nos dias 13 e 14 de abril.

Concentrados no “deve ser por aqui”, ou “talvez não”, lá íamos atinando com o caminho até que, coincidencia do destino, ou talvez não, voltamos a ter sinal de GPS, encontramos um ddr tresmalhado do grupo munido de um cata coordenadas com setinhas e tudo, igualzinho ao que tinha voltado para trás com o Tozé 2km antes.

Com as setinhas a comandar, a coisa tornou-se mais facil, com a certeza do “é por aqui” garantida, íamos no terreno desmistificando o desenho, descobrindo bons single traks, estradões qb por meio das florestas, riachos e rios, eucaliptais, marcos geodésicos, arvores a atravancar o caminho, carreiros há muito tempo sem uso, descidas e subidas a exigir alguma técnica e mais estradões muitos estradões para assapar de prego ao fundo. Em suma, um regalo para os betetistas que se prezem.

Sem duvida, vai ser uma maratona do caraças para quem tiver a sorte de participar, bem divertida, palavra de ddr, nós provamos isso mesmo quando numa boa descida de dificuldade média dois ddr andaram às turras até se abraçarem aos pinheiros, embora depois o VAR, mostrasse que o culpado (há sempre um culpado), foi o gajo da frente, o tal dono das setinhas que andou estraviado, fez uma paradinha de propósito.

No final, o veredito foi unanime: o traçado é espetacular, de 5 estrelas, tem todos os ingredientes para proporcionar um belo dia aos amantes de btt pelo concelho de Esposende, fazendo jus ao slogan “O Luso Galico é um previlégio da natureza”.

2.No domingo o Cunha e Alexandre foram para a Rota dos Moinhos, no final ficaram em 70º e 256º na geral (19º e 103ª nas respetivas classes B e A), se considerarmos o universo dos 759 classificados que chegaram ao fim, não foi nada mau.

3.Daqui a 3 dias, domingo gordo, nove ddr vão estar presente na Rota do Fumeiro em Vieira do Minho, vamos lá ver se a serra da Cabreira não os deixam muito defumados. Até lá, divirtam-se

 

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: