Marcos & Marco

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é mc3a9dio-transparente.png

Marco, substantivo masculino, usado para designar uma panóplia de coisas, como nome de pessoas, objetos, etc, por exemplo: há o marco de baliza, dá-se o nome de marco a um objeto para sinalizar uma linha de fronteira, é o nome de um famoso personagem de desenho animado, há o marco do correio, o marco geodésico usado para posicionamento topográfico, é o nome do sinal usado para marcar distancias nas estradas e caminhos, enfim há muitos marcos para diversos fins.

Como vemos, marco é um nome polivalente, pois bem, nós ddr também temos um Marco no nosso reino, um rapaz alto, espadaudo, duro à serio, um pouco temperamental, que nos treinos abomina paragens nem que seja para resgatar ddr`s tresmalhados do grupo como aconteceu hoje.

Pois bem, o Marco não tem pachorra para aturar ddr negligentes, muito menos quando andam às voltas com orientações gpsianas de um lado para outro à procura de rumo mais conveniente.

Ora como destas ambiguidades é o que mais sobressai (e ainda bem para a sanidade do grupo), num qualquer treino do reino, o impetuoso Marco dos ddr ao km 20, sem explicações de maior, deu meia volta à égua e orgulhosamente continuou a cavalga-la em sentido contrario desaparecendo rapidamente do nosso radar, deixando assim os 10 pares do reino, surpresos, ou talvez não, em domínios territoriais do senhor Martinho Anthony, tomador (in)seguro de dois cães o Max e o Lord, a esgravatar o difícil caminho terrestre para o LG 2020.

Pronto este é o nosso Marco.

Obs: atenção ddr, domingo dia 2 fevereiro temos o Raid das Masseiras, a gerencia solicita a presença de toda a gente, para fazer de policiamento

A má noticia

Depois de termos andado toda a manhã, p`ra frente e para trás  em busca de um percurso capaz, para os participantes no 18º Luso Galaico 2020, desfrutarem em finais de abril, atarefados a desviar lenha, construir rampas e retirar outros obstáculos caídos nos trilhos, deixados pelo furacão “Elsa”, nem nos apercebemos do piscar do Messenger e, foi já em casa que lemos a noticia inesperada e triste da morte do Paulo Gonçalves no Dakar.

Como é obvio de calcular deixou-nos a todos chocados com a trágica noticia, porque alem de ser um grande atleta, com um palmarés conhecido de toda a gente, era praticamente vizinho da nossa freguesia – para quem não saiba, era também conterrâneo do grande ddr César Nogueira, da freguesia de  Gemeses Esposende.

Resta-nos prestar aqui, uma singela homenagem e solidarizarmo-nos, desde já, nesta hora dificil com toda a sua família. Paz à sua alma.  

Fotos da manhã d`hoje:

Os ddr Bruno e Chico à procura do LG2020
Um duro a trabalhar no duro?

A fazer uma rampa para passar a “frota” do LG
E agora o teste….!
…Confirmado

Efeitos do 1º janeiro!

Aderindo à iniciativa dos “Apúlia a Correr” para o 1º mergulho do ano, também para a nação dêdêrriana, o primeiro feito do ano, foi o mergulho na água fria no mar de Apulia, foi no primeiro dia de janeiro e, entre os vários comentários divertidos dos corajosos participantes, o mais comum era que, dar um mergulho na água gelada servia para começar bem o ano,  e essencialmente para refrescar as ideias dos excessos da passagem do ano, no entanto, do grupo dos ddr que refrescaram as ideias, e foi um bom grupo, houve alguém que refrescou as ideias em demasia, ou então…não refrescou nada, é a explicação para um ddr, que por acaso é o chefe, que hoje, dia 5, andou toda a manhã, no sobe e desce, pelo monte, pelo meio dos pinhais, por cima de lenha e mais paus, por entre pedras, lama, regos, paralelos, com a bike de…estrada, não de ciclocross, era mesmo a de estrada, com pneus fininhos e tudo e, apesar de andar por cima de muitas pedras, aparentemente não mostrava sinais de estar pedrado e as rodas terminaram o treino, redondinhas como começaram.                          Portanto, a explicação para esta façanha do chefe (mais uma), só pode ser o efeito retardado dos acontecimentos do primeiro de janeiro, ou então passou-se por não ter refrescado as ideias e os efeitos vieram agora, fazendo do monte uma estrada de pixe.                                         Vá lá que não se lembrou de testar as rodas e descer pelas escadas da capela de S.Lourenço, porque se se tem lembrado…não sei não! As rodas poderiam ficar quadradas, mas que haveria de descer não temos duvidas.

E é para debater estes assuntos de sanidade e outros, que fazemos aqui um apelo a todos os ddr, para no próximo dia 17 janeiro, comparecerem no Camelo, para a tradicional comezaina de principio de ano. A gerencia (ddr Chico), quer uma resposta de todos os que tencionam estar presentes até dia 12, impreterivelmente. Esperamos que sejam todos.